Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Hidratação express: como passar hidratante no corpo bem e sem perder tempo

Dos pés aos ombros ou ao contrário? Em quanto tempo posso me vestir? Como passar hidratante nas costas? Dermatologistas explicam tudo!

Por Raquel Drehmer Atualizado em 16 jan 2020, 08h08 - Publicado em 6 out 2018, 23h56

A pele hidratada não é apenas mais bonita: é também mais saudável, pois evita doenças (como o eczema asteatótico, caracterizado por coceira e rachaduras nas pernas, a pitiríase alba, que são manchas brancas e ásperas na faze) e condições chatas (coceiras e desconforto, por exemplo).

“Já recebi muito paciente em consultório com queixa de coceira nas pernas por puro ressecamento”, conta a dermatologista Jaciara Hunnicutt, da Clínica Carrijo (SP). O dermatologista Guilherme Augusto Gadens, do Hospital INC (Curitiba), complementa: “Inúmeras dermatites e quadros infecciosos podem ser evitados, e muitas vezes até tratados, com a simples hidratação.”

Para que você possa manter sua pele hidratada e muito linda, macia e saudável, pedimos aos especialistas que explicassem tim-tim por tim-tim sobre como hidratar a pele todos os dias de uma forma bem prática, que não vá lhe atrasar para os compromissos do dia e que não vá ser vencida pelo sono antes de dormir.

Ah, e lembre-se: todos os tipos de pele precisam de hidratação, ok?

Antes de tudo: em que momento se deve passar hidratante no corpo?

O melhor momento é logo após o banho, quando os poros estão mais abertos e mais receptivos para a penetração dos ativos hidratantes do produto que você tiver escolhido.

Para a maioria das pessoas, diz Jaciara, uma aplicação de hidratante corporal por dia já é o bastante – a não ser, claro, que haja alguma doença relacionada ao ressecamento da pele. Guilherme defende que, mesmo que não exista uma doença de pele, você aumente o número de aplicações caso fique muito tempo em ambientes com ar condicionado ligado, tome mais que um banho por dia ou esteja em lugares com baixa umidade do ar.

Passar o hidratante a partir dos pés ou dos ombros?

Os dermatologistas esclarecem que não existe nenhuma regra científica que defina a ordem de aplicação de hidratante no corpo. É uma escolha pessoal, mas eles deram alguns palpites sobre isso, que vamos resumir agora.

Se você for do tipo que vai perdendo a paciência à medida que aplica um produto no corpo, é melhor começar pelos pés e ir subindo, porque a tendência é que você acabe deixando-os para lá se eles ficarem por último – e os pés precisam de bastante hidratação, pois são áreas naturalmente mais ressecadas no corpo.

Agora, se você for mais tranquila, pode começar pelos ombros. Quando chegar aos pés, estará bem relaxada com a massagem informal que fez no corpo todo.

O legal é fazer a aplicação com movimentos suaves (circulares e de vai e vem), sem grande fricção, e criar uma rotina de aplicação que se torne “automática” em poucos dias (desta forma, você terá a certeza de que nenhuma área foi esquecida).

Continua após a publicidade

Assim que a pele estiver seca ao toque, pode vestir suas roupas tranquilamente. Tudo isso não levará mais que cinco minutinhos.

Como passar hidratante nas costas?

Eis um grande desafio, especialmente para quem mora sozinha e não está com o alongamento sensacional. Mas as costas precisam ser hidratadas, então pedimos truques espertos para os dermatologistas.

Jaciara sugere o uso de um rolinho de espuma, desses usados para pequenas pinturas. “Consome mais hidratante, mas pelo menos se consegue alcançar as costas”, justifica. Guilherme destaca os hidratantes em spray, que permitem a aplicação mesmo que você não consiga ver toda a região.

Quanto hidratante deve ser usado a cada aplicação no corpo?

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) recomenda a quantidade ideal de protetor solar para cada parte do corpo, mas estas medidas não precisam ser repetidas no uso de hidratante.

“Na fotoproteção, as quantidades devem ser seguidas para reproduzirem o fator de proteção alcançado em testes. Para os hidratantes não há uma indicação fixa de quantidade. Uma fina camada costuma ser o suficiente”, esclarece Guilherme, que acrescenta que o excesso não necessariamente trará melhores resultados. Na verdade, “causará um desperdício de produto e poderá causar desconforto, como sujar as roupas e aumentar a oleosidade da pele.”

Além disso, não se esqueça dos seguintes cuidados com a hidratação da pele:

– Escolha um hidratante corporal adequado ao seu tipo de pele; se ficar em dúvida, consulte-se com um/a dermatologista que lhe ajude nesta decisão;

– Se seus pés, joelhos e cotovelos estiverem ressecados demais, use um produto diferente para eles pelo menos até a pele destas áreas encontrar o equilíbrio e poder receber o mesmo hidratante que o resto do corpo;

– Tenha certeza de que gosta do perfume do hidratante. Se você enjoar dele muito rapidamente, pode acabar desistindo de hidratar o corpo, e isso não é bom;

– Tome banho com a água a no máximo 37°C – mais quente que isso, a água remove a camada hidrolipídica natural da pele e a deixa excessivamente ressecada;

Hidrate-se de dentro para fora, ou seja, beba bastante água ao longo do dia. Este hábito ajuda a manter a pele equilibrada, bonita e saudável.

Continua após a publicidade
Publicidade