CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Max Weber aposta em pele iluminada para desfile de Martha Medeiros

Nos cabelos, volume e penteados que evidenciam as joias da coleção apresentada na SPFW N93

Por Naiara Taborda Atualizado em 6 jun 2022, 17h58 - Publicado em 1 jun 2022, 16h35

A pele iluminada foi a grande marca da beleza assinada por Max Weber para o desfile de Martha Medeiros no segundo dia da SPFW N53, deixando de lado o excesso de produtos para adotar um visual mais fresco e possível. “Eu tenho eliminado o peso que a gente tem carregado. É sempre muito produto, e não precisa de tudo isso. Precisamos de água, de sono e uma pele boa – um iluminador e você está feita na vida”, explica.

A ideia da especialista foi evidenciar a beleza natural de cada modelo, fazendo pequenas correções através da luz – uma técnica mais leve do que a do contorno tradicional e que por anos foi sua marca registada. “Eu comecei a estudar lá atrás a luz e a sombra. Se vocês repararem, verão volumes, altos e baixos, mas eu tenho trabalhado muito mais com a luz do que com a sombra. Ao invés de afinarmos o nariz e a bochecha escurecendo, podemos só clarear, porque quando iluminamos uma área, já estamos escurecendo outra – é automático”, conta.

Para completar a maquiagem, contorno labial acompanhado de gloss, outra grande tendência do ano, e esfumado acompanhado de cílios postiços cortados pela metade para fazer apenas a cantoneira.

Foco nos cabelos

Se o make vem fresh e mais focado no hidratante, os cabelos ganham importância com penteados cheios de textura e bossa. “A Martha tem joias incríveis que estão sendo trabalhadas nos fios. Utilizamos mousse, spray e pomada, mas principalmente o mousse e os sprays para dar estrutura aos afros. Temos modelos com fios soltos, com meio coque e com rabos bem altos, inspirados na Ariana Grande, e arrematados pelas peças”, esclarece.

Beleza real: a tendência do pós-pandemia

Weber acredita que o movimento de redução dos produtos e técnicas que alteram o formato do rosto deve perdurar no pós-pandemia, com as pessoas cada vez mais ligadas em evidenciar seus traços reais e abraçar o reflexo que se mostra no espelho de cara lavada. “A gente é lindo e precisa de uma autoestima boa. Se você cria um personagem para um dia, um evento, ok, mas se você sempre está mascarada, precisa tomar cuidado. Eu já estive muito mascarado, mas chega uma hora que você tem que ser você e emplacar a sua beleza. A gente pode tudo, e isso é o mais legal da maquiagem, mas tem que ser a nosso favor. Qualquer pessoa com corretivo fica linda, mas não no rosto inteiro. Quem sou eu? Quem eu quero ser e onde eu quero chegar com a minha beleza? Precisamos saber e mostrar. Ser um personagem é ótimo, mas não o tempo todo. “

 

Continua após a publicidade

Publicidade