Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

7 hábitos que estragam as unhas

Alguns hábitos inocentes do dia a dia como digitar, tirar o esmalte lascado e até lavar muito as mãos podem ser os culpados pelas unhas fracas. Veja 7 situações que podem estragar a beleza das suas mãos.

Por Redação M de Mulher
Atualizado em 28 out 2016, 02h38 - Publicado em 13 jul 2014, 22h00

 

Fique atenta às atividades cotidianas para manter as unhas sempre bonitas
Foto: YanLev / Thinkstock / Getty Images

 

1. Bater as unhas repetidamente na mesa ou no teclado

Quem usa muito as mãos no trabalho – como quem digita com a ponta dos dedos – tende a ter as unhas quebradiças pelo atrito e pressão. Para evitar, mantenha sempre as mãos e cutículas bem hidratadas, assim as unhas ficam mais flexíveis e resistentes.

 

2. Arrancar esmalte com o dente

Quando você puxa o esmalte com a boca – por mais terapêutico que seja – ele pode levar junto a camada de proteção superficial da sua unha. Deixando-a exposta, as unhas ficam mais suscetíveis à instalação de fungos e bactérias, além de ficarem mais finas e fáceis de partir.

Continua após a publicidade

 

3. Roer as unhas

Essa mania pode causar lesões graves, como deformidade e até mesmo a destruição definitiva das unhas. Sem contar que, por acumularem sujeira, se tornam agentes transmissores de doenças quando levadas à boca.

 

  

4. Deixar a mão muito tempo embaixo d’água  

Produtos químicos e detergentes ressecam e enfraquecem as unhas. A água também ajuda a amolecê-la e deixá-la mais quebradiça. A solução é sempre lavar a louça com luvas, ser rápida nos banhos e, na hora de lavar as mãos, usar um sabonete hidratante.

Continua após a publicidade

 

5. Fazer alongamentos

As unhas em gel, acrílicas ou de porcelana podem danificar as unhas. É que para elas aderirem, as unhas são lixadas e perdem a camada de proteção. Em longo prazo, isso pode enfraquecê-las.

 

 

6. Usar acetona para remover esmalte 

Ao remover o esmalte, passe longe de produtos que contenham acetona, que é muito agressiva e uso contínuo deixa as unhas cada vez mais fracas e quebradiças.  Opte por removedores livres da substância e esmaltes 3 free, que não contém outras substâncias tóxicas.

 

7. Retirar muita pele das cutículas

Tirar toda essa pele abre as portas para fungos e bactérias, que podem causar infecções e, aí sim, enfraquecer as unhas. O ideal é empurrar as cutículas com uma espátula e retirar só o excesso.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.