Clique e assine com até 75% de desconto

Tinder lança adaptações que deixam o app mais inclusivo para quem é LGBT+

Os usuários vão ter mais liberdade para expressar identidade de gênero e orientação sexual

Por Da Redação 29 jun 2020, 10h22

Em função do Mês do Orgulho, o Tinder anunciou novidades pensadas para a inclusão de pessoas LGBT+. Alterações foram feitas na usabilidade do app para garantir que as pessoas possam falar sobre gênero e sexualidade de maneira mais ampla.

A partir de julho, será possível escolher entre 26 opções de identidade de gênero, ou escrever livremente o termo que melhor descreve a sua. Até agora, era possível apenas escolher entre gênero feminino e masculino ou optar por não divulgar essa informação – o que continua permitido.

Quanto à orientação sexual, o Tinder anunciou uma mudança no algoritmo que pode ajudar na hora do match. “Será possível escolher até três termos para descrever a orientação sexual, como: heterossexual, gay, lésbica, bissexual, assexual, demissexual, panssexual, queer e curiose. Ainda será possível optar por exibir ou não a orientação sexual no perfil, além de poder habilitar o app para que pessoas com a mesma orientação apareçam primeiro”, diz o comunicado. 

Segundo o Tinder, essas novidades não estarão disponíveis em países onde a homossexualidade é considerada crime.

Continua após a publicidade
Publicidade