Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

5 dicas infalíveis para perder a insegurança e flertar melhor

Abraçar a própria identidade e se desprender de padrões sociais é mais importante do que seguir receitas de bolo na hora do flerte

Por Kalel Adolfo
29 out 2022, 06h00

Flertar é uma arte complexa: por mais que queiramos “investir” em alguém, de vez em quando esbarramos em questões como autoestima, insegurança e o medo de sermos rejeitados. E claro, se exagerarmos na dose de autoconfiança, também podemos soar grosseiros ou até mesmo inconvenientes. Ou seja: o grande trunfo para conquistar alguém está em ter uma abordagem equilibrada.

Essa definitivamente não é uma tarefa fácil. Pensando nisso, CLAUDIA bateu um papo com Renan Carvalho, mentor e coach de relacionamentos e sexualidade. O especialista dá dicas emocionais e práticas para começar a dominar a arte do flerte. Veja a seguir:

1. Não se pressione

Em primeiro lugar, Renan afirma que precisamos ter em mente que flertar não é um jogo de dardos onde devemos treinar para acertar o alvo. Muito pelo contrário: estamos falando de uma situação que não depende apenas de nós: “Existe outra pessoa na equação, e talvez você não conheça muito sobre ela. Sendo assim, é totalmente irracional pressionar para ser eficaz, pois o flerte não depende apenas de uma das partes”, explica.

Por isso, o especialista diz que uma ótima dica para flertar melhor é não se preocupar tanto em ter sucesso. “É impossível saber de fato se aquela pessoa irá querer algo a mais. E se ela não quiser, é importante lembrar que isso não tem a ver com você. É uma questão dela. O outro sempre terá suas preferências, crenças e traumas que, em alguns momentos, podem não bater com as suas”, diz.

2. Lidando com a insegurança

O especialista explica que, por mais que flertar seja algo natural — como falar ou pensar — muitos têm dificuldades em deixar a arte da conquista fluir. “Vivemos no que chamo de cultura paranoica. Somos frequentemente confrontados com padrões que nos afastam de nossa essência e nos aprisionam a certas normas sociais. Aliás, são essas normas que definem o que consideramos certo e errado.”

E para Renan, a consequência disso é uma sociedade que possui um enorme medo de errar. O pavor em ser julgado, rejeitado ou não se encaixar nos padrões nos trava na hora de tentar conquistar alguém. Todavia, ter consciência disso é um ótimo passo em direção a uma autoconfiança mais saudável.

Continua após a publicidade

3. Superando a timidez

De acordo com o coach, o autoconhecimento é a melhor ferramenta para lidar com a timidez: “Desenvolver a consciência deste traço e ter coragem para agir já é o suficiente para vencer a insegurança — no caso de pessoas cuja timidez esteja em um nível mais superficial, o que representa a maioria de nós”, clarifica.

Contudo, o especialista alerta que, no caso de pessoas em que a timidez esteja arraigada em níveis mais profundos ou traumáticos — que impedem o indivíduo de tomar consciência ou desenvolver coragem para agir — a terapia é a melhor opção.

4. Não exagere na dose

Renan aponta que a melhor forma de não exagerar no momento da conquista é agindo naturalmente. Mas para isso, devemos definir o que é natural para nós, realizando uma distinção de tudo aquilo que nos foi imposto culturalmente. “Uma grande parte dos homens tende a se comportar grosseiramente nas situações de flerte. Alguns até consideram isso normal por estarem apenas reproduzindo padrões patriarcais”, declara.

Continua após a publicidade

O coach também explica que isso afeta, claro, as mulheres: “É muito comum ver o sexo feminino sentindo a necessidade de ser mais retraído e passivo na conquista, incentivado por um contexto que continua reafirmando que a discrição é uma obrigatoriedade. Há um temor em passar dos limites.”

Mas independente do gênero, Carvalho pontua que ambas as situações são artificiais e tóxicas, reflexos de um padrão social antiquado que se mantém vivo até hoje. “Esse padrão faz milhões de mulheres acreditarem que devem ser abordadas e escolhidas, como se fossem uma propriedade a ser conquistada, o que também reduz drasticamente o seu potencial de flerte.”

Tais estereótipos culturais não poderiam ser mais contrários à real natureza do ser humano. E por isso acabam gerando inseguranças, constrangimentos, agressividade e problemas não apenas nas situações de flerte, mas nos relacionamentos em geral”, dispara.

5. Conselhos gerais

Após refletir sobre seus traços de personalidade — e as características da cultura que nos impedem de sermos fiéis à nossa essência — está na hora de seguir alguns conselhos infalíveis de Renan Carvalho para flertar com sucesso. Confira:

  • Não siga receitas de bolo: ouça seu coração, instintos e abrace quem você é para fazer apenas o que sentir necessário;
  • Não se prenda ao resultado: flerte apenas porque deu vontade, não pensando exclusivamente no resultado de sua empreitada;
  • Trabalhe sua autoestima para despertar o poder de sedução que habita em todos nós;
  • Só você vive a sua vida: não se limite a padrões sociais.

“Alguns são mais fortes na sedução física, no olhar, nas posturas e outras táticas corporais. Já outros carregam a força no sorriso, conversa ou simpatia. E também há aqueles que se descobrem mestres na provocação e sedução. Não há regras. O mais importante é buscarmos a conexão com a nossa essência. Quando nos sentimos bem com quem somos, o flerte mais adequado surge naturalmente”, conclui.

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.