#TambéméViolência: campanha lembra que agredir uma mulher vai além de violência física

A intenção da ação é alertar a sociedade sobre as diferentes formas de violência contra a mulher

A ONG Artemis – organização que luta pela autonomia feminina e pela erradicação de todas as formas de violência contra mulher – lançou nesta terça-feira (27) a campanha #tambéméviolênica com o apoio da marca ativista de cosméticos Lush.

A intenção da campanha é alertar a sociedade sobre as diferentes formas de violência contra a mulher. Além da agressão física, que deixa marcas visíveis, existem outras formas de violência que afetam as mulheres, como a psicológica e a patrimonial. De acordo com ranking ONU Mulheres, 3 em cada 5 mulheres sofreram, sofrem ou sofrerão violência em um relacionamento abusivo no Brasil.

“Queremos que as pessoas entendam que chantagear uma mulher, manipulá-la, impedir que ela tenha acesso aos bens, todas essas atitudes também são violentas e estão contempladas na Lei Maria Penha”, disse Ana Lúcia Keunecke, Diretora Jurídica e Negócios da Artemis, a CLAUDIA 

Reprodução/ Instagram

Reprodução/ Instagram

O artigo 5ºda Lei Maria da Penha define violência domèstica como “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial”. Mesmo assim, nem sempre a vítima consegue sair de um ciclo de violência e as denúncias de abusos psicológicos, patrimoniais, chantagens e ameaças não são efetivadas. já que não há nenhum hematoma visível.

“A gente espera que a campanha se desdobre nas delegacias e no meio judiciário, porque se uma vítima chegar na delegacia da mulher sem estar com olho roxo não consegue nada.”, diz Raquel Marques, presidente da Artemis.

Reprodução/ Instagram

Reprodução/ Instagram

Campanha

Para a campanha, cerca de 40 mulheres, entre celebridades, ativistas pelos direitos da mulheres posaram com insultos que estão associados à violência psicológica contra a mulher. As fotos estão sendo compartilhadas com a hashtag #tambéméviolência. Além do compartilhamento de fotos, durante a campanha, ativistas da Artemis irão distribuir nas lojas Lush uma cartilha com informações sobre violência doméstica e o que deve ser feito para denunciar ou procurar ajuda e toda renda arrecadada com a venda do sabonete em barra da marca, chamado Karma, será doada para a ONG. A campanha encerra-se dia 10 de outubro, Dia Nacional de Luta Contra a Violência à Mulher.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s