O que os refugiados levam em suas malas?

Série fotográfica revela o que os refugiados carregaram no momento da fuga.

Mais de 100 mil refugiados de países do Oriente Médio, do norte da África e do sul da Ásia foram registrados em países Europeus no decorrer deste ano. Todos os dias, homens, mulheres e crianças fogem da guerra e da opressão, buscando um pouco de paz e a chance de recomeçar suas vidas.

Para sobreviver nas embarcações clandestinas ou dormindo sob condições inclementes, em acampamentos improvisados na floresta, eles precisam carregar nas malas apenas o que é essencial: curativos, analgésicos e artigos de higiene pessoal. Os mais preparados levam, ainda, celulares com baterias extras e chips para poder entrar em contato com a família. Mas, todo resto é deixado para trás!

Um emocionante ensaio produzido pela equipe da International Rescue Committee, que acompanhou alguns refugiados, revela, a partir de imagens e depoimentos, a difícil decisão tomada por essas pessoas que vivem em zonas perseguição de, uma hora para outra, deixar seu território e fugir em nome da sobrevivência. Confira abaixo as fotos e alguns relatos:

Aboessa, 20 (Síria)

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

“Tudo é para proteger minha filha de doenças. Quando nós chegamos à Grécia, um homem bondoso nos deu duas jarras de comida. Outro homem nos deu biscoitos e água quando ele viu meu bebê”

Omran, 6 (Síria)

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Omran foge da guerra para viver com alguns parentes na Alemanha. Na sua mochila, ele carrega um saco de marshmallow, seu doce favorito.

Iqbal, 17 (Afeganistão)

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

“Eu quero que minha pele seja branca e que meu cabelo fique arrepiado – eu não quero que saibam que eu sou um refugiado. Eu acho que alguém pode me descobrir e ligar para a polícia por seu ser ilegal.” Nour, 20 00 “Eu saí da Síria com duas malas, mas me disseram que eu só poderia ficar com uma. A outra mala tinha todas as minhas roupas. Isso é tudo o que sobrou.”

Nour, 20 (Síria)

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

Reprodução / International Rescue Committee

“Eu saí da Síria com duas malas, mas me disseram que eu só poderia ficar com uma. A outra mala tinha todas as minhas roupas. Isso é tudo o que sobrou.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s