Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Rainha da Dinamarca é contratada pela Netflix como cinegrafista

Com grande bagagem artística, a monarca trabalhará no filme Ehrengard, novo romance da plataforma de streaming com estreia prevista para 2023

Por Da Redação 2 set 2021, 11h56

A Rainha Margrethe II, da Dinamarca, é a mais nova contratada da Netflix. Escalada como cinegrafista, a monarca trabalhará no filme Ehrengard, uma adaptação do romance de Karen Blixen para a plataforma de streaming, conforme aponta o jornal britânico The Guardian.

Assim como a rainha Elizabeth, Margrethe é trineta da rainha Vitória do Reino Unido e fez história em 1972 quando, após a morte de seu pai, o Rei Frederico IX, ascendeu ao trono como a rainha dinamarquesa, se tornando a primeira mulher soberana do país desde o século 15. Atualmente, as primas são as únicas rainhas soberanas em todo o mundo.

Com lançamento previsto para 2023, o filme é uma fantasia ambientada em um reino dos contos de fadas, cuja trama gira em torno de um jovem que se autodenomina “especialista em amor”.

Contratado pela grã-duquesa, a missão do jovem é ajudá-la a encontrar uma esposa adequada ao príncipe e, assim, garantir um herdeiro ao trono. Como forma do seu trabalho, ele ensina ao tímido e introvertido príncipe a arte da sedução, mas as coisas saem do controle quando um herdeiro é concebido fora do casamento.

Em nota, a monarca se mostrou animada com a nova função. “As histórias de Karen Blixen sempre me fascinaram, com seus contos estéticos, sua imaginação e seus mundos de criação de imagens. Estou muito feliz por fazer parte deste projeto”, escreveu Margrethe.

Apesar de soar estranho a participação de um royals em uma produção, podemos garantir que a rainha dinamarquesa tem experiência de sobra para assumir o cargo de cinegrafista. Ela foi a responsável por criar as ilustrações para as edições dinamarquesas de O Senhor dos Anéis, além de participar de exposições no Museu de Arte Moderna Arken em Ishoj, perto de Copenhague. Nos cinemas, foi designer de produção no conto de fadas De Vilde Svaner (2009).

O talento da soberana se somará ao do cineasta dinamarquês Billie August, que já conquistou a Palma de Ouro e o Oscar de melhor filme em língua estrangeira pelo filme Pelle, o Conquistador em 1988 e uma Palma de Ouro, em 1992, pela produção de As Melhores Intenções, e agora está a frente da produção.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade