Príncipe Charles testa positivo para o novo coronavírus

Porta-voz comunicou que filho da rainha Elizabeth II apresenta sintomas da doença

O príncipe Charles testou positivo para o novo coronavírus, as informações foram divulgadas pelo porta-voz da realeza para a imprensa britânica.

Segundo publicado pela BBC, o porta-voz afirma que o membro da família real apresenta sintomas “brandos” da doença, mas que permanece em “boa saúde”. O príncipe de 71 anos está isolado na casa da família real em Balmoral, de onde vem trabalhando nos últimos dias.

Camila, Duquesa da Cornualha e esposa de Charles, tem 72 anos e também foi testada, mas não possui o vírus. Os exames foram realizados pelo Serviço Nacional de Saúde em Aberdeenshire, na Escócia, atendendo aos critérios exigidos para o teste.

A Clarence House, residência real em Londres, informou que Charles e Camilla estavam em autoisolamento em Balmoral, acrescentando que o príncipe “tem trabalhado em casa nos últimos dias”.

“Não é possível determinar de quem o príncipe pegou o vírus devido ao alto número de compromissos que ele realizou em seu papel público nas últimas semanas”, informaram ainda os representantes do príncipe.

Funcionário com teste positivo

No último dia 23, foi divulgado que um funcionário da equipe da Rainha Elizabeth II foi confirmado com o novo coronavírus e está em quarentena em Londres. Não ficou claro se a rainha, que se reuniu com o príncipe Philip em Windsor (cerca de 40 minutos da capital britânica), teve algum contato direto com o funcionário antes de partir para o isolamento voluntário. Aos 93 anos, ela está um dos grupos de maior risco com o vírus, assim como Philip, que tem a saúde mais frágil e está com 98 anos.

Harry e Meghan continuam isolados no Canadá

Desde que retornaram para América do Norte, Meghan Markle e príncipe Harry não têm sido fotografados e seguem em isolamento voluntário. Segundo amigos, Harry tem dividido sua preocupação quanto à saúde da avó e a distância o tem deixado mais ansioso. Na imprensa americana também tem circulado matérias de que o príncipe tem feito questão de falar que foi dele a decisão de deixar a Inglaterra, não de Meghan, depois que ele percebeu que ela não teria um tratamento justo na imprensa britânica. A paixão de Harry pela Rainha ficou claro no post no Instagram, em que ele e Meghan brincam com os sotaques em inglês de como dizer ‘mãe’ ( na Inglaterra falam ‘mum” e nos Estados Unidos, ‘mom’) e incluem “vovó” no post do Dia das mães.  “Obrigado”, diz o post.

Resiliência: como se fortalecer para enfrentar os seus problemas

 
%d blogueiros gostam disto: