Juíza dá punição a Suzane von Richthofen após flagra em festa

A detenta descumpriu regra da Justiça durante saída temporária em dezembro do ano passado

Suzane von Richthofen foi flagrada curtindo uma festa durante a saída temporária de Natal. Por esse motivo, a Vara de Execuções Criminais (VEC) de Taubaté suspendeu o direito ao benefício para ela. A punição vale para as três próximas saídas, nos feriados de Páscoa, Dia das Mães e dos Pais.

A detenta, que foi condenada a 39 anos de prisão pela morte dos pais, cumpre pena na prisão de Tremembé, no interior de São Paulo.

A medida anula uma decisão anterior da juíza plantonista Sueli Zeraik, que entendeu que nao havia irregularidade no ato de Suzane e manteve o benefício. Quem assinou a punição desta vez foi a juíza do caso, Wania Regina da Cunha.

A magistrada entendeu que houve descumprimento da regra. Suzane participou de uma festa em Taubaté em vez de seguir para o endereço indicado pela Justiça, que era a casa da família do namorado, em Angatuba (SP).

Outro agravante levado em consideração foi o fato de Suzane ter informado um endereço falso em 2016. Como punição, ela ficou na cela solitária por 10 dias e respondeu a um processo administrativo.