Jovem de 18 anos sofre estupro coletivo e é achada morta em cisterna

Rafaela Martins Cardoso foi abusada por três homens; investigação aponta que ela foi estrangulada com um fio

Rafaela Martins Cardoso, de 18 anos, foi encontrada morta em cisterna após ter sido vítima de estupro coletivo e estrangulamento em Águas Lindas de Goiás, no entorno do Distrito Federal.

O delegado Cléber Martins, que cuida do caso, disse que dois suspeitos de participar do crime foram presos, um foi encontrado morto e outras três pessoas são procuradas.

Ele disse ainda que três homens cometeram o estupro. Dois deles são os presos e um foi o que morreu após ter sido espancado e levado um tiro de conhecidos da vítima.

Entenda o caso

Rafaela estava em um ponto de ônibus quando foi sequestrada na quarta-feira (6). Um vídeo divulgado pelo portal G1 mostra o momento em que a vítima é colocada dentro de um carro. Ela foi levada para uma chácara, onde ocorreram os estupros e o assassinato.

Segundo investigação, o crime não foi premeditado e os autores são conhecidos da vítima. As investigações apontam que três homens abusaram de Rafaela. Um dos apontados como autor do crime é o caseiro da chácara, local em que Rafaela foi encontrada amarrada por uma mangueira dentro de uma cisterna.

Martins afirmou ao G1 que o inquérito deve ser concluído até sexta-feira (15).

Leia mais: Jovem morre após ter o corpo queimado por namorado em festa

+ Homem mata namorada em briga após Carnaval, foge e é preso em seguida

Siga CLAUDIA no Youtube