Corpo de menina de 4 anos desaparecida é encontrado nos EUA

O noivo da mãe da garota foi quem reportou o caso, mas os detetives apontaram inconsistências no relato

Autoridades confirmaram nesta segunda-feira (3) que os restos mortais encontrados em Arkansas na última sexta-feira (31) são de Maleah Davis, de apenas 4 anos. Moradora da cidade de Houston, no Texas, a menina estava desaparecida desde o dia 4 de maio.

Seu desaparecimento foi reportado por Derion Vence, noivo de Brittany Bowens, mãe de Maleah. Segundo ele, a menina o acompanhava em uma viagem de carro com o meio-irmão caçula, quando um barulho alto o fez parar no acostamento. Foi quando um grupo de homens o atacou e espancou até deixá-lo desacordado.

Inconsciente por quase 24 horas, Derion afirmou que, ao acordar, encontrou apenas o filho e nenhum sinal de Maleah. Ele então caminhou a pé até um hospital, onde foi atendido e registrou o desaparecimento da menina.

Todavia, conforme as investigações foram avançando, os detetives encontraram inconsistências no relato de Derion. A começar pela chegada ao hospital. Ao contrário do que havia afirmado, ele foi levado de carro até o local .

Além disso, câmeras de vigilância do prédio onde a família morava, mostram Maleah entrando no apartamento no dia 30 de abril, mas não há nenhum registro de sua saída. No dia 3, porém, Derion foi filmado saindo de casa carregando um cesto de roupa suja com um saco preto de lixo dentro. Os detetives também encontraram no apartamento vestígios de sangue que combinavam com o DNA encontrado na escova de dentes da menina.

Caso Maleah Davis

 (Reprodução/Reprodução)

Acuado, Derion confessou ter desovado o corpo em Arkansas após receber a visita de um representante da mãe de Maleah. A partir de então, as equipes policiais dos dois estados se uniram no trabalho de buscas, com foco na região de Hope, cidade próxima à fronteira.

E foi em uma das estradas locais que um grupo encontrou um saco de lixo emitido um forte odor. Lá dentro, estavam os restos mortais da menina, conforme contou o xerife James Singleton a CNN.

Acusada de estar envolvida no caso, a mãe de Maleah alega inocência. “As pessoas podem acreditar no que quiser. Eu conheço a minha verdade. E eu amava minha filha de modo incondicional. Eu nunca faria nada com ela”, declarou Brittany.

A causa da morte de Maleah ainda não foi identificada.

Leia também: Ex-embaixador japonês mata o filho por temer que ele cometesse ataque

Mãe e filha são agredidas a marretadas por homem por post na internet

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA