CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Mãe e filha são agredidas a marretadas por homem por post na internet

Luziane de Jesus Silva, 38 anos, e a filha, Mirella Silva Andrade, de 9, estão internadas em estado grave

Por Da Redação Atualizado em 3 jun 2019, 11h58 - Publicado em 3 jun 2019, 11h56

Um encanador de 47 anos agrediu a mulher, Luziane de Jesus Silva, 38 anos, e a filha, Mirella Silva Andrade, de 9, com golpes de marreta. A agressão aconteceu após um ataque de fúria por causa de uma postagem na internet no último domingo (2) em São Vicente, litoral de São Paulo.

Mãe e filha foram internadas em estado grave. O boletim de ocorrência diz que a Polícia Militar foi acionada por vizinhos que ouviram a confusão dentro da casa da família.

A polícia encontrou as duas vítimas caídas no chão em meio ao sangue. Os vizinhos disseram que elas foram espancadas com uma marreta e o homem fugiu do local. Outro filho do casal, um adolescente de 13 anos, teria presenciado as agressões e tentado pedir ajuda.

Testemunhas disseram que a motivação do ato bárbaro teria sido uma foto postada na internet. O homem não teria gostado do conteúdo e partiu para cima da esposa. Ainda não se sabe o que o levou a agredir também a filha.

A prefeitura da cidade disse que Luziane e Mirella chegaram em estado grave ao hospital. A mãe foi submetida à cirurgia está na UTI. A filha foi socorrida com procedimentos de emergência e também foi encaminhada para a UTI pediátrica.

O caso foi registrado como tentativa de feminicídio e violência doméstica. A marreta usada para agredir a mulher e a criança foi apreendida e o suspeito está desaparecido.

Continua após a publicidade

Casos de feminicídio aumentam na Grande São Paulo

Segundo dados levantados pelo G1, os casos de feminicídio – homicídios que se encaixam em violência doméstica e familiar e/ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher – aumentaram 76% no primeiro trimestre de 2019, em São Paulo, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Nos primeiros três meses do ano, ao todo, 37 mulheres foram vítimas de feminicídio, enquanto em 2018, esse número foi 21.

Em CLAUDIA, foram publicados mais de 30 casos de feminicídio ou tentativa desde o início deste ano, em todo o Brasil.

Leia mais: Homem manda matar esposa e enteados 28 dias após o casamento

+ Pai de jovem morta com 11 tiros faz desabafo comovente sobre feminicídio

Siga CLAUDIA no Youtube

Continua após a publicidade

Publicidade