3 maneiras de usar o caqui em receitas doces e salgadas

A chef Ana Luiza Trajano mostra como usá-lo em receitas doces e salgadas.

Está aberta a temporada de caqui. Doce e suculenta, a fruta é rica em vitamina A, que aumenta a imunidade e acelera a cicatrização, e licopeno, considerado um poderoso antioxidante. Além desses benefícios, tem preço acessível e é facilmente encontrada em feiras e supermercados durante todo o outono.

“As frutas da estação são mais saborosas, pois respeitam o ciclo natural dos alimentos. Como, em geral, são resultado do trabalho de microprodutores, que não praticam a monocultura, ao escolhê-las incentivamos a produção deles e a sustentabilidade”, afirma a chef Ana Luiza Trajano.

Ana Luiza Trajano

 (Rogério Voltan/CLAUDIA)

A paulista mostra a versatilidade do caqui em pratos doces e até mesmo em salgados, como é o caso da costelinha suína com molho da fruta. Caramelizado e acompanhado de suspiros e de um creme de cachaça, torna-se uma sobremesa refinada, digna de almoços e jantares comemorativos.

Já a caquizada promete conquistar os fãs de goiabada e bananada, pois é enformada e servida em fatias com queijo – em uma releitura do romeu e julieta. “Essa fruta traz acidez, doçura e adstringência às receitas, dependendo do preparo. Associá-la a outros alimentos aumenta a variedade de pratos”, completa a chef.

Confira 3 receitas para se inspirar:

1. Caquizada

Caquizada Bule, Le Lis Blanc Casa; prato branco, Atelier de Cerâmica Hideko Honma; jarra e prato, Atelier de Cerâmica Kimi Nii; madeira verde, O Velhão; madeira, Raízes e Design; guardanapo e tábua de corte, Utilplast; talheres, Tania Bulhões Home

Bule, Le Lis Blanc Casa; prato branco, Atelier de Cerâmica Hideko Honma; jarra e prato, Atelier de Cerâmica Kimi Nii; madeira verde, O Velhão; madeira, Raízes e Design; guardanapo e tábua de corte, Utilplast; talheres, Tania Bulhões Home (Carol Gherardi/CLAUDIA)

Ingredientes

Modo de preparo

Em uma panela de fundo grosso ou um tacho, leve o açúcar ao fogo com 2 xícaras de água até formar uma calda.

Adicione o caqui sem casca e cozinhe em fogo baixo por cerca de uma hora, mexendo sempre, até que se desmanche e fique uniforme.

Junte o caqui com casca.

Misture e mantenha em fogo baixo por cerca de quatro horas ou até que o doce fique bem encorpado e mais escuro.

Deixe esfriar um pouco e transfira para uma fôrma de bolo inglês forrada com filme plástico.

Quando esfriar completamente, leve à geladeira até endurecer.

Sirva a caquizada pura ou com queijo branco.

2. Costelinha Suína Com Molho De Caqui

Costelinha-suína Bandeja e guardanapo, Camicado; pratos, Quintal das Artes; talheres, Amoreira; taças, Utilplast; madeira, Raízes e Design

Bandeja e guardanapo, Camicado; pratos, Quintal das Artes; talheres, Amoreira; taças, Utilplast; madeira, Raízes e Design (Carol Gherardi/CLAUDIA)

Ingredientes

  • 4 colheres (sopa) de azeite
  • 1/2 cebola cortada em cubinhos
  • 3 colheres (sopa) de açúcar
  • 1/2 xícara de vinagre de maçã
  • 6 caqui bem maduros, sem casca, em pedaços
  •  1,6 Kg de costelinha suína
  •  Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Em uma assadeira, tempere a costelinha com sal e pimenta-do-reino e besunte-a com metade do azeite.

Leve ao forno preaquecido a 180ºC por cerca de uma hora e 40 minutos.

Enquanto isso, em uma panela, refogue a cebola no restante do azeite, adicione o açúcar e espere derreter, mas sem deixar escurecer.

Acrescente o vinagre e misture bem.

Junte os pedaços de caqui e cozinhe em fogo baixo até que se desmanchem, formando um molho uniforme e encorpado.

Tempere com sal e retire do fogo.

Pincele a costelinha cozida com metade do molho e volte ao forno por mais dez minutos para caramelizar.

Sirva com o restante do molho à parte.

3. Caqui Caramelado com Suspiro e Creme de Cachaça

caqui-caramelado Pratos, Quintal das Artes; talheres, Camicado; guardanapo, Store House Decor

Pratos, Quintal das Artes; talheres, Camicado; guardanapo, Store House Decor (Carol Gherardi/CLAUDIA)

Ingredientes

Modo de preparo

Prepare o creme de cachaça

Em uma tigela, bata as gemas com o açúcar com a ajuda de um fouet até obter um creme esbranquiçado.

Em uma panela, aqueça o leite em fogo médio.

Quando ferver, abaixe o fogo e vá juntando o creme de gemas, mexendo sempre para não talhar.

Cozinhe por 20 minutos ou até engrossar.

Deixe esfriar, junte a cachaça e misture.

Prepare o suspiro

Na batedeira, bata as claras em neve até obter picos leves.

Polvilhe com o açúcar de confeiteiro e bata por mais dez minutos, até que fique brilhante.

Junte o açúcar refinado e bata até ficar uniforme.

Coloque o merengue em um saco de confeitar com bico 1M.

Em uma assadeira forrada com papel-manteiga, faça círculos de merengue de aproximadamente 6 centímetros.

Leve ao forno preaquecido à temperatura mais baixa possível por uma hora e meia, até que o suspiro fique bem sequinho.

Corte os caquis em oito gomos.

Em uma frigideira antiaderente aquecida, caramelize rapidamente os gomos de caqui no melaço.

Disponha-os sobre os suspiros e regue com o creme de cachaça frio.

Fotos: Carol Gherardi (receitas) e Rogério Voltan (retrato) | Produção: Florise Oliveira | Concepção Visual: Lorena Baroni Bósio

Leia também: Para não errar: 3 formas diferentes e deliciosas de fazer batata frita

4 receitas saborosas para conhecer a culinária tradicional coreana

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA