Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jovens chineses estão muito femininos, na opinião do governo do país

A indicação sexista de que o governo considera os meninos pouco viris causou alvoroço nas redes sociais,

Por Da Redação Atualizado em 17 fev 2021, 11h34 - Publicado em 17 fev 2021, 11h32

Uma mensagem do Ministério da Educação da China recomenda que as escolas cultivem a masculinidade dos alunos, contratando  ex-atletas e pessoas com experiência esportiva para desenvolver mais vigorosamente os jovens do sexo masculino do país.

A indicação  sexista de que o governo considera os meninos muito femininos causou alvoroço nas redes sociais, segundo matéria da BBC. Enquanto a maioria dos internautas criticou duramente a mensagem, a imprensa do país, estatal, informou que o país a recebeu bem.

A campanha machista já vinha se desenhando após declarações de Si Zefu, delegado do principal órgão consultivo do governo, de que os jovens chineses se tornaram fracos, tímidos e autodestrutivos.

Na opinião dele, o fato de crianças serem criadas por mães e avós contribui para essa “feminização” e que isso pode colocar em risco a “sobrevivência da nação chinesa”.

O estilo de celebridades chinesas como o boygroup TF Boys, inspiradas em estrelas do K-Pop, também é tido como responsável pela de virilidade entre os meninos. Com esse modelo em vigor, segundo o delegado, não há mais o sonho entre os meninos de se tornarem “heróis do exército”.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade