Clique e assine com até 75% de desconto

Levantamento de coroa? Veja o segredo de bem-estar da Rainha Elizabeth

Único treinamento com peso que Elizabeth realizou em sua vida foi pela necessidade real

Por Da Redação 10 nov 2020, 14h02

Aqueles que desejam acompanhar a Rainha Elizabeth II, precisam ter o mesmo ritmo que o dela. Durante uma visita de Estado à Casa Branca em 1990, quando o George Bush ainda era presidente, ele parabenizou a Rainha pela velocidade na caminhada. “deixou até o Serviço Secreto ofegante”, brincou o ex-presidente. A passagem está no recém lançado livro Long Live Queen de Bryan Kozlowski, que traz os segredos de bem-estar da monarca de 94 anos.

Em suas biografias, não é possível encontrar nada relacionado a treinos ou esforço físico. A Rainha, definitivamente, não é adepta de equipamentos de academia como caneleiras ou halteres. O único treinamento com peso que Elizabeth realizou em sua vida foi levantamento de coroa, pela necessidade do cargo. Esse treino começou a ser feito com a pesada Coroa de São Eduardo antes de sua coroação em 1953.

Ela teria ensaiado semanas antes, marchando pelo palácio usando a coroa incrustada de joias de quase dois quilos, preparando os músculos do pescoço para o grande evento. Os funcionários da cozinha do palácio comparam isso a carregar dois sacos de açúcar na cabeça.

Esse exercício para a parte superior do corpo se repete todos os anos na Abertura Estadual do Parlamento, quando ela usa uma coroa ainda mais pesada e caminha até seu trono, sob o tradicional manto vermelho de quase 7 quilos. Mas, Elizabeth não gosta de repetir o esforço mais do que é de fato necessário, ou seja, anualmente. Ela não acha agradável em sentir dor

Mas, então qual o segredo da longevidade de Elizabeth? Calmas caminhadas diárias pelos jardins do palácio de Buckingham. Todas as tardes, lá pelas 14h30, a monarca caminha longamente. 

Segundo seus biógrafos, as únicas atividades físicas que a Rainha pratica há décadas, são aquelas que lhe proporcionam prazer emocional.  Por isso, ela mantém suas caminhadas diárias e passeios a cavalo, porque são momentos que ela tem um tempo sozinha, de acordo com o biógrafo Christopher Anderser.

  • Estou com câncer de mama. E agora?

    • O link no texto pode gerar algum tipo de comissão para CLAUDIA
    Continua após a publicidade
    Publicidade