Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Em decisão histórica, Harry falará de altos e baixos da realeza em livro

Com lançamento marcado para o final de 2022, a obra mostrará o primeiro relato pessoal de um membro da realeza britânica

Por Da Redação Atualizado em 20 jul 2021, 13h33 - Publicado em 20 jul 2021, 13h26

Para os entusiastas da monarquia, que adorariam saber mais sobre o núcleo da Família Real britânica, temos uma boa notícia! O príncipe Harry confirmou, na noite desta segunda-feira (19), que escreverá um livro de memórias para mostrar “um retrato pessoal honesto e cativante”.

Como prometido pelo duque, a obra, que será lançada somente no final de 2022 pela editora Penguin Random House, documentará os “altos e baixos” da vida na realeza. Harry ainda afirmou que o livro será escrito “não como o príncipe que nasci, mas como o homem que me tornei”.

“Minha esperança é que, ao contar minha história – os altos e baixos, os erros, as lições aprendidas –, eu possa ajudar a mostrar que não importa de onde nós viemos, temos mais em comum do que pensamos”, disse o príncipe em comunicado oficial.

A presente decisão do príncipe já é considerada histórica, visto que nenhum membro da realeza jamais prestou um relato de forma pessoal como Harry pretende fazer. Com isso, a expectativa é que mais detalhes sobre os recentes conflitos possam vir à tona.

príncipe harry gif
*/Divulgação

Mesmo distante dos deveres reais desde janeiro de 2020, a BBC apurou que o duque conversou com sua família em particular sobre o projeto do livro antes de realizar o anúncio do mesmo, embora ele não precise mais da permissão do Palácio de Buckingham para dar prosseguimento aos seus projetos pessoais.

Segundo o comunicado enviado à imprensa pela editora, o livro “preciso e totalmente verdadeiro” cobrirá “desde a infância até os dias atuais, incluindo sua dedicação ao serviço, o dever militar que por duas vezes o levou para a linha de frente do Afeganistão e a alegria que encontrou no ser marido e pai”, explica o comunicado.

De início, a obra será publicada em formato impresso e digital nos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido, devendo ganhar também uma edição em áudio. Outros países que também poderão publicar o escrito ainda serão anunciados. 

Seguindo o desejo do príncipe, todos os lucros gerados com a venda da autobiografia serão revertidos a instituições de caridade.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade