Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

“Diana teria orgulho dos filhos e noras; cada um tem sua voz”, diz ex-cunhada

Segundo Sarah Ferguson, Lady Di estaria realizada ao ver as escolhas dos filhos e obcecada pelos netos

Por Da Redação Atualizado em 16 jul 2021, 12h40 - Publicado em 16 jul 2021, 12h37

Em entrevista exclusiva à revista People, Sarah Ferguson, a Fergie, que foi casada com o príncipe Andrew, irmão mais novo de Charles, falou sobre sua amizade com Diana e o que viu de sua vida na Família Real. Segundo a duquesa, ela e Diana eram amigas desde de adolescente e foi Diana quem a apresentou a Andrew. “Ela me ensinou muito da vida pública. Ela era muito corajosa e tivemos momentos incríveis juntas”, lembra Sarah.

Segundo ela, assim como Diana, ela também passou por muitas questões de saúde mental. “A gente tinha cada uma os nossos problemas e conversávamos muito. Eu lembro uma vez que ela me disse: ‘Fergie, quando você está no topo do pedestal, é mais fácil cair. Do chão, você escala pra cima”, conta Sarah, que lança agora, aos 61 anos, um romance, seu primeiro livro.

sarah com as filhas
Sarah com as filhas, Eugenie e Beatrice John Parra/Getty Images

Sarah também sofreu muito com o escrutínio da imprensa, e foi chamada de gorda pelos tabloides. “Me chamavam de Duquesa de Pork (porco, em inglês)”, lembra ela, em alusão a Duquesa, de York, seu cargo. Ela lembra que os jornais tentavam o tempo todo jogá-la contra Diana e vice-versa. “Mas nós prometemos que ficaríamos juntas para sempre. Juntas, nós éramos mais fortes. As pessoas tentavam quebrar isso”, contou à revista norte-americana.

Sarah acredita que, se Diana estivesse viva, estaria muito orgulhosa dos filhos e noras e obcecada com os netos. “Ela adorava minhas filhas e os meninos dela. Ela estaria realizada vendo-os hoje”, acredita. “Ela diria que tem muito orgulho dos filhos e das noras maravilhosas, porque cada um tem sua própria voz”, completa Sarah.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade