Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Vestido de casamento da princesa Beatrice ganha exposição em Windsor

Além da peça, também estão em exibição os sapatos Valentino usados pela noiva e uma réplica de seu buquê

Por Da Redação - Atualizado em 25 set 2020, 10h13 - Publicado em 25 set 2020, 13h30

Dois meses após o casamento da princesa Beatrice com o italiano Edoardo Mapelli Mozzi, o vestido usado pela noiva em seu grande dia se tornou parte de uma exibição organizada no Castelo de Windsor. Nesta quinta-feira (24), antes de sua abertura ao público, a própria integrante da realeza foi rever a peça na mostra.

Steve Parsons - WPA Pool/Getty Images

Criado em 1960 e originalmente da Rainha Elizabeth, o vestido de tafetá foi emprestado de última hora para o casamento de Beatrice por conta de um pedido da princesa. A peça foi criada pelo estilista Norman Hartnell, também responsável por confeccionar o vestido de noiva da monarca.

A primeira vez que o vestido foi usado pela Rainha foi em 1961, durante um jantar de Estado na Embaixada Britânica em Roma. Ela voltou a usá-lo em 1962, na estreia londrina do filme Lawrence da Arábia, e quatro anos depois, em 1966, na Abertura do Parlamento.

PA Images/Benjamin Wheeler/Getty Images

Além da peça, também compõem a exposição os sapatos Valentino usados por Beatrice em seu casamento e uma réplica de seu buquê. Apenas a tiara de diamantes da Rainha Mary – usada por Elizabeth em seu próprio casamento, em 1947 – ficou de fora da exibição.

Na época do matrimônio da princesa, uma fonte revelou à People que a tiara, que seria, “indiscutivelmente a mais sentimental peça emprestada pela Rainha até então”, havia sido especialmente guardada pela Majestade para a neta. “Sempre foi reservada para ela, pois as duas são excepcionalmente próximas.”

Beatrice não é a única noiva da família real a ter seu vestido de noiva exibido ao público. Tanto sua irmã, a princesa Eugenie, quanto Meghan Markle tiveram suas peças expostas em Windsor, enquanto o modelo Alexander McQueen de Kate Middleton ficou no Palácio de Buckingham.

O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

Continua após a publicidade
Publicidade