Mulher atingida por carro de Philip diz que não recebeu desculpas

Ela estava no banco do passageiro quando o acidente ocorreu e ficou desapontada com a família real

O Príncipe Phillip, 97, preocupou à todos quando se envolveu em um acidente de carro na quinta feira (18). Agora, uma das mulheres que estava no veículo atingido resolveu falar sobre o incidente.

O Duque de Edimburgo saiu ileso, assim como o bebê de nove meses da mulher que dirigia o carro atingido. A mãe de 28 anos, por sua vez, sofreu cortes no joelho. Emma Fairweather, de 46 anos, estava sentada no banco do passageiro. 

Ao Sunday Mirror, Emma disse que ficou desapontada com a família real, porque ainda não recebeu um pedido de desculpas. “Eu tenho sorte de estar vivo e ele nem pediu desculpas”, disse. “Significaria o mundo para mim se o príncipe Philip pedisse desculpas, mas não tenho idéia se ele está arrependido”.

Leia mais: Maria Gadú acusa Túlio Gadêlha de machismo em foto com Fátima

Logo depois da colisão, um porta-voz do palácio disse à People que “foi enviada uma mensagem completa de apoio ao motorista e ao passageiro”. No entanto, para Emma foi enviada a seguinte mensagem: “A rainha e o duque de Edimburgo gostariam de ser lembrados por você”. 

Emma, ainda assim, não viu a mensagem como um pedido de desculpas. “Ela nem sequer fazia sentido. Não era um pedido de desculpas, nem mesmo um desejo de ‘fique bem'”, desabafou.

A mulher também contesta a afirmação de que Philip teria afirmado ter sido “ofuscado pelo sol“, antes do acidente. “Não consigo ver como isso pode ser verdade quando está nublado”, disse ao Sunday Mirror.

Leia mais: É impossível não chorar com esta dança dos noivos

No sábado, dois dias após o acidente, Philip foi visto dirigindo em outro veículo, sem cinto de segurança. Ainda que o porta-voz do palácio não tenha feito qualquer comentário, a Polícia de Norfolk disse à People que estão cientes do acontecimento.

Seguindo o conselho de seu médico, Philip foi ao hospital, na sexta-feira de manhã, para um “check-up de precaução”.

Segundo Roy Warne, um advogado aposentado que ajudou a tirar o duque do carro, tudo foi muito surpreendente. Por mais que as lesões tenham sido leves, no momento do resgate parecia que “houveram ferimentos extraordinariamente severos”.

Leia mais: Preta Gil passa mal e é levada para hospital em São Paulo

“As pessoas poderiam ter sido mortas – o impacto deve ter sido enorme ”, disse o homem. Sobre o duque, Roy ainda acrescentou: “Ele estava obviamente abalado e foi perguntar se todos os outros estavam bem”.