5 coisas que você não sabia sobre o Príncipe Philip

Fatos que você não imaginava sobre o marido da Rainha Elizabeth

O duque de Edinburgh, Philip, acompanha a Rainha Elizabeth, sua mulher, na realeza por mais de 70 anos, mesmo não tendo um título real.

Confira cinco fatos, de acordo com o InStyle, que você não sabia sobre o príncipe Philip, que agora está em plenos 96 anos.

1. Ele não é da Inglaterra

Mesmo sendo uma grande figura na família real britânica, o príncipe não nasceu na região. Philip nasceu na Grécia, entre as famílias reais grega e dinamarquesa. Porém, quando ainda era uma criança, o príncipe foi exilado junto com sua família. Depois de se casar com a Rainha Elizabeth, o duque abriu mão de seus títulos  e adotou o nome do meio de sua mãe, Mountbatten.

Leia mais: Túlio Gadêlha, namorado de Fátima, está com Lula no sindicato

2. Rainha Elizabeth é sua prima

Os dois integrantes do casal real são descendentes da Rainha Victoria, sendo Elizabeth a tataraneta por parte de pai e Philip o tataraneto por parte de mãe. Seguindo a árvore genealógica, os dois são primos de terceiro grau.

3. As suas irmãs não foram convidadas para o casamento

A razão pela qual as irmãs do príncipe (Margarita, Theodora e Sophie) foram riscadas de sua lista de convidados, na verdade, é um pouco assustadora.

Depois que Philip foi para uma escola na Inglaterra com apenas 9 anos, sua mãe, Princesa Alice de Battenberg, foi diagnosticada com esquizofrenia e seu pai foi para o Sul da França, com outra mulher. Enquanto Alice foi internada em uma clínica privada na Suiça, quatro de suas irmãs se casaram com príncipes alemães. Três delas, no entanto, eram simpatizantes da ideologia nazista.

Como a Segunda Guerra Mundial havia acontecido apenas alguns anos antes, as irmãs pró-nazismo foram riscadas da lista do casamento.

Anos depois, Philip falou sobre esses rumores, dizendo ao historiador europeu Jonathan Petropoulus que, embora houvesse, de fato, algum ciúme na família quanto ao sucesso do povo judeu, ele nunca esteve “Consciente de que qualquer pessoa da família, na verdade, expressasse opiniões anti-semitas”.

Leia mais: Fat Family faz desabafo após polêmica com Talita no The Voice Kids

4. Ele mudou o sobrenome real

No começo do reinado de Elizabeth, o protocolo real dizia que, para aqueles que não possuíssem um título real, o nome da casa – Casa de Windsor – deveria virar um sobrenome. Totalmente contrário a isso, Philip se recusou a aceitar que seus descendentes não levassem o nome de sua família. Em 1960, um acordo foi selado. A casa continuaria a mesma e todos os descendentes da linhagem que fossem homens, sem títulos reais, teriam Mountbatten-Windsor como sobrenome.

5. Ele tem um senso de humor incomum

Príncipe Philip é conhecido por falar tudo o que pensa, muitas vezes fazendo piadas arriscadas e politicamente incorretas, mesmo durante compromissos reais. Quando ele conheceu Malala Yousafzai (ativista que defende igualdade na educação, entre outras ideologias), o duque disse à ela: “[As crianças] vão para a escola porque seus pais não as querem em casa”. Malala, por sua vez, achou a piada engraçada e sorriu de volta.

 (WPA Pool/Getty Images)

Veja mais: 30 receitas leves para o jantar que ficam prontas em 15 minutos

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s