Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Gisele Bündchen: “comer é um momento de gratidão para mim”

Em nova fase, a übermodel compartilha suas receitas favoritas e dicas de lifestyle em livro que já virou bestseller

Por Roberta Malta
12 Maio 2024, 08h00

Gisele Bündchen, a modelo mais famosa do planeta, está em nova fase – o que inclui assumir a skin de escritora e cozinheira. Recentemente, lançou o livro Nutrir: Receitas Simples Para Corpo e Alma (Editora Bestseller, 256 páginas, R$ 179,90), que inclui os 100 pratos que mais gosta de fazer em casa. CLAUDIA conversou com Gisele sobre a nova empreitada, em entrevista exclusiva.

A rotina de Gisele

Ela se levanta antes de o sol nascer. Raspa a língua com um utensílio de cobre, toma um copo de água com meio limão-siciliano e uma pitada de sal marinho celta. Então, vai meditar. Depois, passeia por 30 minutos.

Na volta, faz um bochecho longo com óleo de coco virgem e vai treinar. O café da manhã, com ovos cozidos ou smoothies, acontece na companhia dos filhos, Benjamin, de 14 anos, e Vivian, de 11, que ela leva em seguida para a escola.

Se a disciplina é rigorosa, o resultado compensa. Top número 1 do mundo, Gisele Bündchen ainda é ativista ambiental, empresária, mãe e namorada – separada desde outubro de 2022 do atleta Tom Brady, ela assumiu recentemente um romance com o instrutor de jiu-jitsu Joaquim Valente. 

Aos 43 anos, ela divide o lifestyle de milhões no livro Nutrir: Receitas Simples Para Corpo e Alma, que acaba de chegar ao Brasil – e já entrou na lista dos mais vendidos do The New York Times.

O lançamento
O lançamento “Nutrir”, que em poucas semanas chegou à lista dos mais vendidos do jornal The New York Times (Editora Bestseller/Divulgação)

A ideia de compartilhar sua rotina e os pratos que mais gosta de fazer em casa — “todos gostosos e fáceis”, segundo a autora — surgiu de uma troca de receitas que começou com as cinco irmãs, com quem dividiu a cozinha. “Ficavam todas ali e cada uma tinha uma tarefa. Uma fazia a carne, outra a massa e outra enrolava o pastel”, lembra Gisele.

O clube de receitas involuntário acabou se estendendo às mães dos amigos de Benjamin e Vivian, que ficavam espantadas quando os filhos contavam o que haviam comido nos Bündchen. “Elas não acreditavam. Diziam: ‘Como você conseguiu fazer o meu filho comer vegetal?'”, diverte-se.

Equilíbrio é a chave

Divididas em oito sessões, as receitas do livro traduzem bem o que a übermodel defende: o balanço. Entre saladas, sopas, leites e barrinhas de castanhas, tem pizza, taco e churrasco.  Seus favoritos, no entanto, são os rolinhos feitos com folhas de arroz, legumes e frutas e o açaí cremoso que come com a granola de sementes preparada por ela. “Hoje, vejo a comida como uma coisa medicinal. Ou me cura ou me debilita”, afirma. 

Gisele, no entanto, nem sempre foi esse exemplo de vida saudável. Apesar de ter sido criada com comida de verdade, no melhor estilo farm to table, em Horizontina, Rio Grande do Sul, quando se mudou para o Japão, aos 14 anos, a vida corrida fez com que se descuidasse da alimentação.

Hábitos perigosos

A mudança de hábitos aconteceu anos depois, aos 22, quando um quadro de pânico revelou uma rotina insustentável. “Bebia vinho toda noite, só comia porcaria, meu sistema nervoso estava detonado”, lembra a top. A cura veio pela boca. Durante três meses, Gisele tirou da alimentação tudo que não fossem verduras, proteínas e nozes. 

Continua após a publicidade

Com o bem-estar que a alimentação trouxe, veio o desejo de se cuidar, a meditação e outras práticas saudáveis. E a vida mudou. Com os chefs privativos que trabalhavam em sua casa, resgatou o prazer de cozinhar em família, como na infância. “Não é sempre que as crianças estão envolvidas com a comida, mas elas ajudam a colocar a mesa, lavar a louça”, conta.

Hoje, se quer muito comer um bolo ou um prato de batata frita, não se nega o prazer. Mas compensa, no dia seguinte, com um prato de salada.

“Tudo na vida é equilíbrio”, diz a übermodel, que tem o costume de abençoar os alimentos antes de colocá-los na boca. “A hora de se alimentar é um momento de gratidão para mim e aquela comida está abençoando a minha vida. Sem isso eu não estaria viva.”

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.