CLIQUE E ASSINE A PARTIR R$ 6,90/MÊS

A combinação astrológica de Charles e Diana já previa tensão

"Diana era uma visionária, já Charles preferia a segurança", analisou a astróloga Vivi Pettersen, de acordo com o mapa astral do casal

Por Da Redação 18 ago 2021, 10h59

O casamento da princesa Diana com o príncipe Charles foi conturbado em diversos momentos. E, como muitas de nós, Lady Di buscou a astrologia quando quis compreender melhor seu relacionamento com o marido.

“Ela estava passando por um momento muito difícil em seu casamento, porque seu marido estava tendo um caso com Camilla e ninguém sabia disso e ela se sentia desesperada”, afirmou a astróloga Debbie Frank para Town & Country. 

A consultora pessoal da princesa afirmou também que ela “se sentia meio presa em algo que não era o que parecia. Ela era uma jovem que apenas precisava de orientação e ajuda para controlar seus sentimentos, mais do que qualquer coisa.”

A astróloga Vivi Pettersen, assim como Debbie, acredita que os dois tinham muitas diferenças astrológicas. “A princesa Diana possuía uma essência extremamente emocional. Dedicada, boa mãe e, por muito tempo, se propôs a seguir regras pelo bem-estar da família que havia construído. Tudo isso é uma forte característica do signo de Câncer, a qual era regida”, explica Vivi.

Charles e Diana
Foto: Patrick Riviere/Getty Images

Já Charles, um escorpiano com uma essência muito mais observadora do que espontânea, traz um ascendente em Leão forte e dominante, no qual o egoísmo pode ser facilmente confundido com autoestima e autocuidado”, conta a astróloga.

Lady Di era livre e dentro de sua liberdade escolheu viver ao lado de outras pessoas, construindo relações. Sua Lua em Aquário nutria uma grande vontade de viver nela. Diana queria ser quem era, tendo a segurança de ser aceita e amada por isso”, afirma Vivi.

Continua após a publicidade

A astróloga analisa ainda que a Lua em Touro no mapa astral de Charles “configura uma firmeza em seus sentimentos, muito teimosa e um pouco quadrada: não se expõe facilmente, não fala sobre o que sente e tampouco concorda com ideias liberais demais.”

BALMORAL, UNITED KINGDOM - AUGUST 19: Prince Charles With His Arm Around His Wife, Princess Diana, During A Honeymoon Photocall By The River Dee. The Princess Is Wearing A Suit Designed By Bill Pashley With A Pair Of Shoes By The Chelsea Cobbler. The Prince Is Wearing A Kilt. (Photo by Tim Graham/Getty Images)
Tim Graham/Getty Images

“Considero que a incompatibilidade [no casamento dos dois] tenha acontecido na maneira de ver o mundo, em propósitos que se desfizeram ao longo da relação. Diana era uma visionária e que gostaria de ter alguém ao seu lado andando na mesma direção, vivenciando esse propósito em comum. Já Charles preferia a segurança, a zona de conforto de seguir, o que já havia sido traçado para ele”, analisa a especialista.

O casal possuía ideias e modos de viver diferentes. “Apesar de Diana querer ser uma mulher livre, ela entendia o valor da família e do sentimento. Charles talvez precisasse de um pouco de ajuda para compreender que valores familiares eram diferentes da segurança familiar em que ele havia sido criado”, aponta a astróloga.

Prince Charles and the Princess of Wales (1961 - 1997, later Diana, Princess of Wales) at Westminster Abbey, London, for a centenary service for the Royal College Of Music, 28th February 1982. (Photo by Fox Photos/Hulton Archive/Getty Images)
Fox Photos / Stringer/Getty Images

Vivi reforça ainda que a astrologia aponta os aspectos de compatibilidade e incompatibilidade, mas eles não são impeditivos para os relacionamentos, desde que as pessoas envolvidas estejam “dispostas a consertar as diferenças e melhorar o que for bom”, garante.

Continua após a publicidade

Publicidade