Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Ator Pedro Paulo Rangel morre aos 74 anos

Ator enfrentava uma doença pulmonar desde 2002

Por Da redação
21 dez 2022, 11h13

Morreu na madrugada desta quarta-feira, aos 74 anos, o ator Pedro Paulo Rangel. Ele estava internado na Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro, em tratamento de uma  doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), problema de saúde que enfrentava desde 2002. A sedação de Pedro Paulo Rangel havia sido suspensa no dia 14 de dezembro, quando foi feita uma tentativa de extubá-lo, apesar de seu caso ainda ser grave, segundo os médicos. 

Com uma prolífica carreira na televisão e no cinema, ao longo de 50 anos, destacam-se as atuações de Pedro Paulo nas novelas Gabriela (1975), Saramandaia (1976), Vale Tudo (1988), e no programa humorístico TV Pirata (1988). Em Gabriela, quando interpretava Juca Viana, seu primeiro personagem de sucesso na TV, ele protagonizou a primeira cena de nu masculino na televisão brasileira. 

Pedro Paulo nasceu no Rio de Janeiro, em 29 de junho de 1948, e foi no Rio Comprido, na Zona Norte da cidade, onde morava, que teve o primeiro contato com o teatro, aos 11 anos. Ficou tão impressionado que decidiu ser ator, chegando a escrever na época a peça Quando os Pais Entram de Férias, para que ele pudesse atuar.  

Ele chegou ao teatro profissional em 1968, quando participou da peça Roda Viva, de Chico Buarque, sob direção de José Celso Martinez Corrêa. Antes disso, participou do grupo de teatro da Igreja de Santa Terezinha, onde conheceu o ator Marco Nanini, de quem também foi colega no Conservatório Nacional de Teatro. 

Após uma passagem pela TV Tupi, Pedro Paulo estreou na Globo em 1972, na novela Bicho do Mato. Entre as décadas de setenta e oitenta, dedicou-se principalmente ao cinema e ao teatro e, em 1982, foi convidado por Jô Soares para participar de esquetes no humorístico Viva o Gordo. O sucesso foi tamanho que ele foi convidado para integrar a TV Pirata, em 1988.

Continua após a publicidade

Em 1992, ele interpretou Adamastor, personagem homossexual de Pedra sobre Pedra, que foi mais um marco em sua carreira. Fez, depois, as novelas O Mapa da Mina (1993), A a minissérie Engraçadinha (1995) e A Indomada (1997). Seu currículo inclui ainda as novelas como Belíssima ou O Cravo e a Rosa, que foi reprisada este ano no “Vale a Pena Ver de Novo”. Pedro Paulo também participou de seriados e minisséries como A Muralha, Você Decide, A Diarista, Os Aspones e Sob Nova Direção.

O ator deixou as novelas em 2012, mas, apesar de lutar durante duas décadas contra os efeitos da DPOC, em decorrência do tabagismo, continuou atuando em outros projetos. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.