CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Trio de mulheres exalta o poder feminino e a cultura nipônica com cerveja

Unidas pelo amor ao lúpulo, Yumi Shimada, Maíra Kimura e Fernanda Ueno criaram a Japas Cervejaria. Veja como harmonizar os rótulos de sabores surpreendentes

Por Marina Marques Atualizado em 23 jun 2021, 15h03 - Publicado em 22 jun 2021, 10h00

Ao se aventurar pelos rótulos da Japas Cervejaria (@japascervejaria), o primeiro passo é deixar para trás o conceito do que é cerveja. Esqueça as propagandas voltadas ao público masculino, os rótulos em âmbar e os sabores já conhecidos.

Antes mesmo de criarem sua marca, Yumi Shimada, Maíra Kimura e Fernanda Ueno já trilhavam um caminho diferente do esperado: eram três mulheres, de origem nipo-brasileira, que não só entendiam de cerveja, mas também produziam a bebida do zero.

“Acredito que ainda não somos tão aceitas quanto o padrão de homens cervejeiros, daqueles barrigudos e com barba. É comum perguntarem se entendemos mesmo de cerveja ou pedirem para falar com nosso chefe. Isso era ainda mais frequente há sete anos, quando começamos”, conta Maíra.

A primeira criação foi uma cerveja com wasabi, raiz de sabor forte comum nos preparos japoneses, harmonizada com uma base de American Pale Ale. A combinação gerou curiosidade e logo veio o convite de uma grande cervejaria para produzir 700 litros do rótulo, que se esgotaram em quatro dias. A partir daí, a empresa ganhou forma e nome.

“O termo ‘japa’ se tornou algo pejorativo, pelo péssimo hábito de chamarem assim asiáticos de diferentes origens, seja da Indonésia, seja de Taiwan. A intenção é nos reapropriarmos do termo e falar disso com orgulho”, explica Maíra.

A empresa não tem local físico e as cervejas são produzidas em espaços cedidos por outras cervejarias, o que permite que seja conduzida ao estilo “nômade” – Maíra é carioca, Yumi é de São Paulo e Fernanda vive na Bélgica. Além de exaltar ingredientes nipônicos, como a dekopon (tangerina trazida pelos imigrantes japoneses), os rótulos também narram a história de um povo.

“A série Maru, por exemplo, é uma homenagem aos navios que trouxeram os imigrantes ao Brasil. Rio de Janeiro Maru e Sanuki Maru são dois de nossos rótulos e também os nomes dos navios que trouxeram nossas famílias para cá. Foi o marco do início de uma influência que contribuiu muito para a nossa formação cultural.”

Harmonização

De chá de jasmim a gengibre, tudo pode virar cerveja nas mãos das sócias. Elas dão as dicas de como harmonizar alguns dos rótulos de sabor único.
No site (japascervejaria.com), dá para consultar a lista dos pontos de venda. Escolha a sua:

Continua após a publicidade
Japas Cervejaria - Rótulos
| Imagens: Divulgação/CLAUDIA

 

1) WASABIRU – Com adição de wasabi, o rótulo combina com bolinho de bacalhau, sashimi de atum e karê.

2) KAWAII – Com um toque de amora e framboesa, vai bem com pizza de calabresa, guacamole e cheesecake de frutas vermelhas.

3) NEKO IPA – Inspirada no famoso gato da sorte, o sabor supercítrico harmoniza com pratos gordurosos, como salaminho e gyoza.

4) OISHII – Com sabor de gengibre, harmoniza com ceviche, pastel de queijo e shio ramen.

5) MATSURIKA – As pétalas de jasmim da receita harmonizam com karaage, peixe assado e amendoim torrado.

6) KASATO MARU – O sabor intenso de tangerina harmoniza com missô lámen, hambúrguer e queijo brie.

7) SAWA YUZU – De sabor cítrico, harmoniza com sashimi de peixe branco, lombo de porco e tortinha de limão.

  • O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

    Continua após a publicidade
    Publicidade