CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Como harmonizar vinhos com os pratos típicos da ceia de Natal

Especialistas no assunto indicam as uvas e estilos ideais para acompanhar essas receitas cheias de complexidade

Por Marina Marques Atualizado em 11 dez 2021, 16h11 - Publicado em 11 dez 2021, 16h00

Uma ceia de Natal completa é formada não apenas pelas especialidades clássicas da época, como o tradicional peru e o panetone, mas também pela harmonização entre pratos e bebidas. Afinal, uma boa escolha de vinhos e espumantes pode potencializar os aromas e sabores do cardápio, transformando a experiência em algo ainda mais marcante. Sendo assim, vale conferir as dicas a seguir para brindar com mais sabor durante as festividades.

Para começar

A tábua de queijos e embutidos é uma boa escolha para abrir o apetite – e o vinho não pode faltar. “Os vinhos brancos costumam harmonizar muito melhor com queijos, indico o brasileiro BellaQuinta Reserva Chardonnay. Caso queira um tinto, é melhor optar por um que tenha aromas, sabores, corpo e acidez médios, pois a alta intensidade de quaisquer dessas características pode sobrepor o sabor dos queijos”, aconselha a sommelière Patricia Brentzel (@patriciabrentzelsommeliere).

Outro prato clássico de entrada é o cuscuz paulista, que, por levar camarões na receita, exige um vinho com frescor, mas também estrutura. Por isso, a indicação do especialista Raphael Zanette (@raphaelzanette), do Grupo Vino!, é harmonizar com um Chardonnay barricado do Novo Mundo.

Harmonizando sabores complexos

Os sabores fortes das carnes típicas dessa época do ano, a presença do agridoce e de molhos intensos são elementos que exigem atenção. Para não errar, uma boa opção seria um vinho com características consideradas “coringas” para combinar refeições de sabores diversos.

“Um rótulo com um nível considerável de acidez cai bem com pratos de diferentes modos de preparo, podendo ser seco ou com um pequeno residual de açúcar. Geralmente, os espumantes e brancos entram bem nessas características, podendo até ser um rosé ou um tinto leve. O que é indispensável é que não seja um tinto muito carregado em taninos”, aconselha o sommelier Vittorio Venturini (@vittorioventurini).

O peru, por exemplo, é uma carne de sabor marcante, além de normalmente ser servido com molhos ácidos ou adocicados e ervas aromáticas. Sendo assim, Patricia indica o chileno Zorrito como opção segura. “É um vinho que, embora seja tinto, tem um corpo médio que não irá sobrepor a carne branca”, recomenda.

Um doce brinde

Carregadas de frutas secas e açúcar, as sobremesas natalinas costumam ir muito bem com fortificados e rótulos de colheita tardia. “Esses vinhos costumam ter mais álcool e dulçor. Então, podemos harmonizar com sobremesas à base de frutas secas, como figos, tâmaras, damasco e também sobremesas com chocolate, de preferência meio amargo”, explica Patricia.

A dica de André Zangerolamo (@de_zangerolamo), head sommelier da World Wine, é aproveitar a ocasião para saborear rabanadas acompanhadas de um Porto Colheita, uma combinação bem tradicional. “Quando pensamos em vinhos fortificados é impossível não lembrar do Vinho do Porto”, comenta. Já para a taça que acompanha o panetone, a dica do especialista é combinar com um vinho doce italiano. “Sugiro um Moscato d’Asti, vinho levemente frisante e doce da região do Piemonte, no norte da Itália.”

Na hora do brinde, além de um clássico champanhe, recomenda-se um espumante mais frutado ou até um brasileiro de método clássico, como sugere Raphael Zanette. Apesar das combinações técnicas resultarem num equilíbrio de sabores, quando o assunto é vinho vale sempre levar em consideração os gostos pessoais e se desprender um pouco das regras, ainda mais nessa época do ano. Saúde!

Escolha o seu

Confira uma seleção de rótulos, entre vinhos e espumantes, que harmonizam com as entradinhas, carnes, sobremesas e outros pratos típicos da ceia de Natal.

Continua após a publicidade

vitrine com opções de vinhos para a ceia de Natal
Vitrine: CLAUDIA, imagens/Divulgação

1) Moscato d’Asti “La Rosa Selvatica” DOCG | R$ 156, na World Wine
Acompanha sobremesas com frutas e queijos azuis

2) Espumante Amitié Moscatel | R$ 49,60, na Amitié
De origem gaúcha, traz equilíbrio entre acidez e doçura, indo bem com uma torta de limão

3) Krohn Porto Colheita | R$ 338, na World Wine
Fortificado com notas de frutas secas e chocolate. Ideal para acompanhar a rabanada

4) Champagne Nicolas Feuillatte Réserve Exclusive Rosé | R$ 499,90, na Evino
Tem sabores de frutas vermelhas e harmoniza com pernil

vitrine com opções de vinhos para a ceia de Natal
Vitrine: CLAUDIA, imagens/Divulgação

5) Champagne Veuve Clicquot Brut | R$ 465,90, no Extra
Um clássico ideal para o momento do brinde, tem sabor seco com aromas de maçã, cítricos e floral

6) Calyptra Gran Reserva Chardonnay 2018 | R$ 186,94, na Wine
Um Chardonnay barricado do Novo Mundo, indicado para quem busca vinhos brancos intensos

7) Bodegas Salentein Numina Cabernet Franc | R$ 270,01, na Americanas
Argentino de taninos firmes, porém finos, e sabores complexos

8) L’Ostal I.G.P. Pays d’Oc Rosé 2019 | R$ 124,89, na Wine
Elaborado com partes iguais de Grenache e Syrah. Acompanha bem o cuscuz de camarão

Continua após a publicidade

Publicidade