CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS
Kika Gama Lobo Por Atitude 50 Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam

Lula de sunga

"Decidi mudar um pouco o tema da maturidade feminina e injetar testosterona nas minhas palavras", escreve a colunista Kika Gama Lobo

Por Kika Gama Lobo Atualizado em 1 set 2021, 16h53 - Publicado em 1 set 2021, 17h00

Esquece a política. Eu quero focar meu artigo nas coxas do ex-presidente na tal foto que viralizou na web. A amiga jurou que tem photoshop ali. A outra que é pura montagem e, a mais radical, disse que é artilharia contra o mito. Mas fiquei mexida. 75 anos, vindo de uma prisão de 580 dias, passou por um câncer de laringe e por mais popular que tenha sido entre 2003 e 2010, época de seus mandatos, ele vinha maltratado. Mas Lula surpreende, né?

Veja também: CPI das emoções

Nascido em Caetés (PE), menino pobre, foi líder sindicalista e ganhou até longa-metragem. Casado por anos, ele passou por inúmeros romances, viveu óbitos, perdeu filhos, contraiu câncer e vamos combinar, não é nenhum garoto. Mas eu quero comprar na farmácia esse seu elixir do entusiasmo. Esse cara é fênix e – para não acharem que o meu texto é propagando política, cara, que coxa é aquela? O risinho passa virilidade, os músculos passam atividade e o calção contém um volume admirável.

Vão dizer: essa colunista é safadinha! Mas eu decidi mudar um pouco o tema da maturidade feminina e injetar testosterona nas minhas palavras. E nessa de olhar homens maduros não sei se vocês viram o post do Ney Matogrosso, 80 anos. Ele fez um nude (apagado rapidamente no Instagram), mas que gerou um tititi imenso. Eu adoro aquele cara. Ele exala sensualidade com seus corpo esguio, musculoso, lindíssimo. E assim fui pensando nos homens maduros que eu celebro.

Começo pelo falecido Ariano Suassuna. Sempre tive uma queda por ele. Um homem sexy usando sua camisa nordestina, eu arfava. E tem o Fernando Henrique, 90, que eu não acho mal. O argentino Ricardo Darín tem 65. Antônio Fagundes, 72 anos. Me ajuda aí, gentem! Só não vale colocar na lista aquele cara que senta na cadeira em Brasília. Esse não.

  •  

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade