Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Por que temos acne após usar um novo cosmético?

As espinhas são causadas por fatores diversos, entre eles o uso de um produto diferente; entenda

Por Lorraine Moreira
2 jan 2024, 06h57

Depois de testar um novo produto, algumas espinhas começaram a dar as caras? Ou o dermocosmético está fazendo efeito, empurrando as impurezas para fora, ou sua pele está reagindo negativamente ao novo item de skincare. Aqui, investigamos as causas mais comuns para a acne depois de um um novo cosmético.

A primeira opção é conhecida nas redes sociais como purging ‒ “purificação”, em português, porque seria uma piora temporária causada pela renovação da pele.

E a segunda, breakout, quando o dermocosmético reage mal e entope os poros. Mas o que há de verdade nesses conceitos?

Skin purging x acne medicamentosa

O problema não resulta da aceleração do ciclo de renovação da pele, mas sim do aumento da proliferação celular causado pelos ingredientes.

Continua após a publicidade

A presença de um maior número de células pode, por sua vez, conduzir à obstrução dos poros. O efeito é passageiro, durando de um a três meses.

Ao contrário da acne medicamentosa, que pode durar bem mais tempo e só acaba com tratamento. “Quando um paciente, que não costuma ter espinha, começa a utilizar determinado produto e, de repente, apresenta lesões com frequência, pode se tratar da acne medicamentosa causada pelo produto”, explica a dermatologista Ana Carolina Suman.

Mas como saber quando o surgimento da espinhas não é passageiro? Primeiramente, não existe consenso entre os médicos sobre a existência do período de adaptação.

Continua após a publicidade

Mas os profissionais concordam que procurar um dermatologista é sempre a saída, inclusive antes de incrementar um novo dermocosmético na sua lista de skincare.

Acne com novos produtos: quais os erros?

Outro ponto é que ativos, veículos ‒ sérum, creme, gel etc ‒ e limpeza inadequada podem causar acne. Então, entender o melhor para seu tipo de pele, a partir das recomendações de um especialista, é mais que necessário.

Vale destacar também os cuidados higiênicos e a quantidade de produto. “A aplicação excessiva também é uma causa, principalmente quando a limpeza não é feita de forma adequada.”

Continua após a publicidade

Exemplo disso é a vitamina C: muita gente acredita que ela seja capaz de causar acnes, mas, na opinião da médica, não é ela a responsável.

“A vitamina C em si, não causa acne, o que pode acontecer é um determinado produto, pelo veículo, ocasionar espinhas na pele do paciente. Então, uma vitamina C mais cremosa, por exemplo, pode causar acne, mas não é ela (o ativo) em si.”

O surgimento das espinhas também pode acontecer depois de sensibilizar a região com ácidos ou limpeza excessiva, sem a devida hidratação. Acontece que a barreira cutânea, uma espécie de escudo protetor natural, impede infecções e até doenças. Sem ela, a pele vira terreno fértil para a acne.

Continua após a publicidade

Alimentação, predisposição e estresse também colaboram!

Mais motivos são os hábitos alimentares, a predisposição da pessoa, o estresse e o uso de outros produtos em conjunto.

“Eventualmente, o paciente começa a usar um produto e desenvolve lesões de acne. Analisar se ele já teve acne, entender a alimentação, descobrir se o estresse é uma questão presente, entre outros fatores externos é importante para avaliar o contexto, porque a acne é multifatoria”, pontua Ana. 

Como saber se o produto está causando acne? O que fazer?

Interromper o uso do dermocosmético e observar como a pele se comporta nos dias seguintes é uma maneira de testar se ele é ou não o causador das espinhas. Outro ponto importante é a priorização de produtos de qualidade, que foram testados. 

Continua após a publicidade

“O ideal é sempre utilizar produtos prescritos pelo dermatologista, ao invés do paciente comprar produtos por conta própria, principalmente vários, sem orientação”, alerta a profissional.

É o médico quem entende as necessidades da sua pele e consegue fazer as indicações certeiras para o que você precisa. “Ao decidir sozinha, há uma chance muito maior de desenvolver acne ou ter outros tipos de reação na pele. Procure um especialista e utilize os produtos de acordo com a orientação médica.”

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.