Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Acidificação capilar: O que é? Quais são os melhores produtos?

Os acidificantes capilares são tendência para os cabelos, conheça a novidade e as melhores opções

Por Adriana Marruffo
16 jun 2024, 08h15

Os acidificantes capilares são cada vez mais procurados no universo da beleza, prometendo estabilizar o pH dos fios que estão alcalinos e controlar dilemas como frizz e ressecamento. Mas será que entregam? E, afinal, o que é acidificação capilar?

Na edição de Junho de CLAUDIA, separamos uma seleção ácida (mas, perfeita) dos melhores acidificantes capilares para você conhecer também. Mas, antes de entrar na onda da acidificação capilar, entenda mais sobre o processo e como ele age no cabelo. Confira:

O que são os acidificantes capilares?

Os acidificantes capilares não são novidade, mas cada vez mais tem adentrado as rotinas dos amantes da beleza e autocuidado, mas afinal, o que é um acidificante capilar?

“Os acidificantes capilares são produtos cujos ativos têm a capacidade de elevar a quantidade de radicais de hidrogênio e, com isso, reduzir o pH dos fios dos cabelos para deixá-los mais ácidos”, explica Danilo Talarico, médico pós-graduado em Dermatologia Clínica-Cirúrgica e Tricologia Médica. 

E, se você ficou assustado quando ouviu que o produto ‘acidifica’ os fios, você não é a única: “Parece confuso, mas não é. Quando falamos de escala de pH (escala ácido-básico), ela varia de 0 a 14 e, quanto mais próximo ao 0, mais ácido. Já as hastes capilares têm seu pH variando entre 4 e 6”, complementa. 

Apesar dos fios serem naturalmente ácidos, ações externas, especialmente as decorrentes do uso de produtos químicos utilizados em alisamentos e descoloração, podem torná-los mais alcalinos, deixando-os porosos, frágeis e com as cutículas abertas. 

Continua após a publicidade

Como funciona a acidificação capilar?

Talarico explica que, as cargas elétricas – ou, em outras palavra, a acidez – regulam o ‘fechamento’ da cutícula mais externa dos fios, então, se os cabelos estão menos ácidos (neutro ou alcalino), as cutículas estão mais afastadas, resultando na dificuldade em pentear, frizz, perda de brilho e maciez. 

“Os acidificantes prometem ajudar a selar as cutículas do cabelo, beneficiando principalmente os que passaram por processos químicos”, pontua Lilian Brasileiro, médica e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 

Essa classe de produtos, portanto, traz melhora do brilho, maciez, resistência e penteabilidade. Isto pois, com a redução do pH das madeixas para níveis mais ácidos, as cutículas das hastes capilares ficam com suas cargas propícias ao fechamento. 

“Ao selar a cutícula capilar, o córtex dos fios é protegido, melhorando o aspecto de fio poroso, fino e opaco. Isso também promove o fortalecimento dos fios, deixando-os mais resistentes à quebra”, aponta a tricologista Ana Carina Junqueira.

Ademais, com as cutículas mais fechadas, os fios passam a ter uma maior elasticidade, ou seja, têm maior capacidade de esticar e voltar à forma original sem quebrar.

Continua após a publicidade

Acificidicação capilar e hidratação: quando fazer?

À simples vista, os acidificantes capilares aparentam ter resultados semelhantes aos de um processo de hidratação das madeixas, então, qual escolher? A resposta é: ambos! 

“Na hidratação, temos o parceiro ideal para a acidificação. Após a hidratação, que por definição coloca novamente substâncias que devolvem a hidratação, nutrição e reconstrução dos componentes da haste capilar, a acidificação faz o fechamento das cutículas”, explica Danilo.

Portanto, ao utilizar ambas técnicas na rotina dos fios, a acidificação capilar realiza uma selagem da hidratação e promove uma maior duração dos efeitos. “Portanto, a acidificação deve ser realizada antes da hidratação, já que com o pH equilibrado há uma melhor absorção da água nos fios”, acrescenta a tricologista.

Quando usar os acidificantes capilares?

Segundo a tricologista, os acidificantes devem ser agregados à rotina capilar quando o cabelo foi submetido a procedimentos químicos como alisamentos, relaxamentos, descolorações ou repetidas tinturas. Mas isso não significa que sejam restritos a este tipo de madeixa, sendo benéficos para qualquer tipo de cabelo.

“Os cabelos ondulados, cacheados e crespos, por exemplo, são naturalmente mais secos e com as cutículas mais abertas. Para esses cabelos, o acidificante capilar é o ideal para manter a umidade e nutrientes dos fios, além de melhorar a definição dos cachos”, acrescenta Lilian. 

Continua após a publicidade

Talarico, porém, acrescenta que o uso deve ser feito com os devidos cuidados, isto é, sem exageros, pois pode levar ao efeito oposto devido ao excesso de carga positiva – enrijecendo as madeixa. 

“Eles também podem ser utilizados em cabelos virgens mais frágeis ou que sofreram agressões do ambiente, como luz solar, mar, piscina e excesso de procedimentos térmicos, como secadores, chapinhas e babyliss”, aponta Ana Carina. 

Para incorporar à rotina, é recomendado utilizar de uma a duas vezes por mês – mas este número pode variar de acordo com as necessidades das suas madeixas. “Aplique o produto após o shampoo e antes do condicionador ou máscara. Deixe agindo de 2 a 5 minutos, mas verifique as indicações da embalagem”, coloca Lilian. 

Os melhores acidificantes capilares

Densidade Acidificante, Lola

Densidade Acidificante, Lola,

acidificante capilar lola

Eis o queridinho – tanto das blogueiras, quanto nosso! Sua embalagem em squeeze garante a distribuição certeira do creme, da raiz às pontas, e já deixa as madeixas visivelmente mais brilhantes após o primeiro uso, além de facilitar a modelagem natural. O cheiro, porém, deixa a desejar com suas notas de álcool, que prevalecem em cima das fragrâncias delicadas. 

Continua após a publicidade

Acidificante Capilar Glycolic Gloss, L’Oreal

Acidificante Capilar Glycolic Gloss, L'Oreal

acidificante capilar loreal

 

Este é a pedida ideal para quem está em busca de brilho instantâneo! Com textura líquida, o produto vem em uma embalagem com pump – o que dificulta um pouco a aplicação. Contudo, os resultados são inegáveis. Tem o espalhamento mais suave entre todos, além de entregar um delicioso aroma frutal cítrico. Após a lavagem, os fios já ficam com menos frizz, mesmo quando secos naturalmente. 

Máscara Acidificante, Inoar

acidificante capilar inoar
O lançamento mais recente da Inoar promete acidificar os fios e definir os cachos (Inoar/Divulgação)

Recém-saído dos laboratórios da marca, a pasta, que facilita a aplicação direta, é mais do que um acidificante: atua também como máscara para cabelos cacheados. O lançamento deixa um cheirinho de cabelos limpos e bem tratados, bem natural. Após a primeira lavagem, as madeixas já voltam ao seu estado natural de curvatura, precisando de pouco acabamento. Máscara Acidificante, Inoar, R$ 37 – Aguardando lançamento.

Acidic Bonding Concentrate 16%, Redken

Acidic Bonding Concentrate 16%, Redken

acidificação capilar o que é e testamos

Sua aplicação é a mais fácil da lista e precisa de apenas 5 minutinhos para hidratar e acidificar a cabeleira. Com textura cremosa que derrete entre os fios e aroma frutado, o cabelo volta à vida após o primeiro uso. Ele traz brilho e devolve textura aos fios tratados com fontes de calor, além de dar um último adeus ao frizz – a gente nem sabia que precisava tanto dele. 

Continua após a publicidade

Acidificante Capilar Match Lab, O Boticário

Acidificante Capilar Match Lab, O Boticário

acidificante capilar o boticário

Com o pH mais alto do que os outros da lista – entre 3,5 a 4,5 – este acidificante líquido é um dos mais potentes: um verdadeiro resgate dos fios porosos. A embalagem vem com apenas um furinho para dispensar o líquido, o que dificulta a aplicação direta nos fios, e o aroma também pesa nas nuances alcoólicas. Porém, uma vez aplicado, o produto é perfeito para definir cabelos cacheados e crespos, entregando a melhor maciez. 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.