Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

A importância de olhar o prazo de validade dos produtos de beleza

Armazenamento também deve ser observado com atenção

Por Carol Gomes - 4 jun 2018, 20h09

O prazo de validade tem o função de alertar os consumidores do período seguro de uso de determinado produto, incluindo os itens de beleza e de autocuidado, e também o tempo adequado em que o componente químico do item de beleza irá permanecer eficiente.

Há alguns anos, a OMS (Organização Mundial da Saúde) estabeleceu que os produtos não deveriam ter validade superior a 5 anos, mesmo que tivessem maior estabilidade, tendo em foco a segurança da população”, comenta Seomara Catalanodermatologista e coordenadora do curso de Dermatologia das Faculdades BWS.

Quando utilizado fora do tempo indicado, a especialista ressalta os malefícios que alguns produtos podem causar para a saúde do nosso corpo.

Veja quais são eles e fique atento as datas:

Continua após a publicidade

1. Filtro solar

Após a data de validade ter expirado, o item “pode não estar mais protegendo sua pele dos raios solares e as consequências são mais tardias”, comenta a dermatologista. Além disso, não manter o cuidado com o local em que o produto ficará exposto pode promover o desgaste do componente antes da data prevista.

“É bastante importante que o armazenamento seja em locais arejados e na temperatura indicada, sob pena de não durarem nem mesmo o período que está impresso no exterior da embalagem. Os filtros solares correm esse risco porque são levados em bolsas e porta-luvas de carros e são submetidos a temperaturas muito mais altas que as apropriadas para seu armazenamento”, explica Seomara.

2. Shampoos e cremes de pentear

    Usar esses produtos capilares depois do prazo de validade determinado pode “não só ser irritante para o couro cabeludo mas também provocar ressecamento das hastes e não limpar os cabelos corretamente”.

    3. Removedores e esmaltes

    Os produtos de beleza para as unhas “podem fragilizar a lâmina ungueal [o corpo da unha] provocando quebras, descamação e irritação na pele ao redor delas. Essa fragilização pode também favorecer a contaminação bacteriana ou fúngica por conta dessa exposição maior da unha aos contaminantes e aos produtos de limpeza, por exemplo”, esclarece a dermatologista.

    Continua após a publicidade

    4. Hidratantes e cremes anti-idade

    “Sejam para o rosto ou para o corpo, em pessoas mais suscetíveis, [os produtos de pele] podem desencadear alergias e ressecamentos que podem piorar as condições na pele ou simplesmente não hidratar e proteger como deveriam.”, informa Seomara sobre os hidratantes e os cremes utilizados após o vencimento.

    Dica bônus

    Mantenha seus produtos de beleza e de cuidados pessoais em ambiente arejado e expostos a uma temperatura amena.

    A dermatologista Seomara aponta que itens usados mesmo que dentro do prazo de validade podem sofrer alterações pela forma em que foram armazenados. “O frio intenso e, especialmente, o calor excessivo descaracterizam o produto, mesmo dentro da validade. Imagine depois de vencido. Então não é à toa que alguns devem ser mantidos sob refrigeração. Esses, em especial, perdem sua eficiência se ficarem fora da geladeira”, destaca.

    Leia também: Como evitar lábios rachados e ressecados no frio

    Continua após a publicidade

    Descubra como sua pele muda quando você para de lavá-la

     

    Publicidade