Aos 50 anos, Janet Jackson está grávida pela primeira vez

"Agradecemos a Deus por essa bênção", disse a cantora à revista norte-americana PEOPLE. Saiba mais sobre gestação tardia

A cantora Janet Jackson confirmou sua gravidez e divulgou um belo clique do barrigão exclusivamente à revista norte-americana People. “Agradecemos a Deus por nossa bênção”, disse para a publicação.

PEOPLE

PEOPLE

Aos 50 anos, a irmã de Michael Jackson já havia adiado a turnê Unbreakable World Tour, em maio. Na ocasião, ela se justificou dizendo que gostaria de se concentrar no “planejamento familiar ao lado do marido Wissam Al Mana”. Ela não esclareceu, entretanto, se foi submetida a algum método clínico de fertilização.

Leia também:
Doação compartilhada de óvulos: como funciona esse procedimento e outras dúvidas esclarecidas

Gravidez após os 40

Hoje em dia, a maternidade tardia é comum, como atesta o ginecologista e obstetra Renato Gil Nisenbaum, de São Paulo. “Ao redor de 20% das minhas pacientes gestantes têm mais de 35 anos”, afirma. Com a maior participação feminina no mercado de trabalho e maior escolarização, o cenário das famílias e da maternidade mudou. 

Mas é preciso atenção: embora muitas cuidem do corpo, alguns problemas de saúde que podem atrapalhar a fertilização. Mulheres sedentárias ou acima do peso precisam de acompanhamento detalhado do obstetra. “Com um bom pré-natal, dá para detectar as complicações precocemente”, afirma Tânia Schupp, ginecologista e obstetra com doutorado em gestações tardias pela Universidade de São Paulo.

Segundo Daniel Rolnik, diretor da divisão clínica de obstetrícia do Hospital das Clínicas, há ainda o perigo de doenças cardíacas nessa idade, agravadas pelo sedentarismo, tabagismo e uso de anticoncepcionais orais. Já o cardiologista Luiz Bortolotto, afirma que, geralmente, a hipertensão arterial e a doença coronariana aparecem depois da menopausa, mas esses fatores fazem com que as mulheres a partir dos 35 corram mais riscos.

Apesar dos agravantes, todos esses fatores não impedem a gestação. Os tratamentos evoluíram de tal forma que uma mulher de 50 anos pode, sim, dar à luz uma criança saudável. Manter-se em dia com os exames de rotina e não se deixar levar pelo nervosismo são atitudes fundamentais para que mãe e bebê aproveitem a gestação da melhor forma possível. Nisenbaum lembra que a maturidade tem suas vantagens, como melhores hábitos e boa saúde mental. “Estas poderão ter uma gravidez maravilhosa”, finaliza.

 

Se é o seu caso, confira aqui as precauções necessárias: Os cuidados com a gestação tardia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s