Vovô com vitiligo confecciona bonecas inclusivas

João compartilha todo seu processo criativo nas redes sociais

Existem algumas pessoas que direcionam suas vidas para ajudar os outros. Este é o caso de João Stanganelli, 64 anos, que fez do crochê uma maneira de devolver alegria e autoestima às crianças. 

João convive com vitiligo desde seus 38 anos e, devido a problemas cardíacos, teve de mudar sua vida completamente. Para conseguir manter a mente saudável, ele aprendeu a fazer crochê com sua esposa Marilena. 

Em entrevista ao site Incrível.club, João contou que não foi uma tarefa fácil aprender crochê, o que o fez até pensar em desistir. Porém, depois de 5 dias, sua primeira boneca ficou pronta. 

View this post on Instagram

E a Vitilindinha está chegando

A post shared by João Stanganelli Junior (@joaostanganelli) on

A ideia inicial era fazer bonecas para sua neta, mas ele queria fazer algo especial para que a menina jamais esquecesse dele. Por isso, João criou uma boneca com vitiligo, mesma doença que ele tem. Foi assim que surgiu a Vitilinda.

Depois de tanto sucesso, João pensou em fazer mais bonecas para aumentar a representatividade. Surgiram assim as cadeirantes e cegas, mas todas sempre marcadas pelas características do vitiligo.  

View this post on Instagram

Boneca cadeirante

A post shared by João Stanganelli Junior (@joaostanganelli) on

Leia também: SOS Família Digital: mais sobre influencers do bem e representatividade

+Ativista Greta Thunberg tem ‘sósia’ em imagem do século 19