Saiba como seu pet pode salvar a vida de outro animal

A doação de sangue não ajuda apenas os humanos, ela também é uma saída para nossos amados bichinhos

Com certeza você já viu muitas campanhas de doação de sangue por aí. Essa é uma campanha que muitas mídias veiculam por sua importância. Mesmo assim, muito provavelmente você nunca chegou a pensar na doação de sangue dos animais de estimação. Muitos pets, assim como nós, dependem de doações para sobreviver.

O problema é que muitos donos imaginam que doar sangue de seu cachorro ou gato vi trazer algum mal pros bichinhos. Por esse motivo, a veterinária Carolina Rocha, especialista em comportamento animal e fundadora da Pet Anjo, uma plataforma de serviços animais, explicou como a doação funciona, para tranquilizar os donos dos animais.

Leia mais: Como a Lua Nova em Gêmeos do dia 13 de junho afetará seu signo

O objetivo dela é deixar bem claro que ajudar outro pet não necessariamente faz mal ao seu. Pelo contrário, através da doação de sangue o seu animal até “ganha” exames, já que os diagnósticos completos podem ser feitos a partir do sangue retirado.

Dentre os exames que podem ser feitos estão o hemograma, testes para doenças transmitidas por carrapato, leishmaniose e FIV (conhecida popularmente como a aids felina). Além de fazer a doação e ajudar outro animal, seu pet acaba ganhando exames que verificam a sua saúde.

Ainda que os donos tenham muito receio, a doação não apresenta nenhum risco para o animal e leva esperança para a vida de algum pet que precise de uma transfusão de sangue. “É preciso se colocar do outro lado e imaginar que poderia ser o nosso pet precisando dessa mão amiga”, diz Carolina.

Leia mais: Ensaio sensual de Meghan pode prejudicar processo judicial de Kate

O procedimento dura em torno de 15 minutos e em cada doação são retirados, em média, 450 ml de sangue dos cães e de 20 a 40 ml de sangue dos gatos.

Normalmente, os animais que estão precisando de transfusão são aqueles que se encontram nos quadros de perda de grande volume de sangue (consequência de atropelamentos, por exemplo), anemias (como no caso das doenças de carrapato) e alterações de coagulação do sangue (como em casos de tumores).

Gostou da causa? Quer ajudar outros animaizinhos? Confira a lista de critérios necessários para a doação:

  • Animais saudáveis com peso mínimo de 27 kg para cães e 4 kg para gatos
  • Idade entre 1 e 8 anos
  • Temperamento calmo
  • Sem doenças infecciosas
  • Vacinado e desparasitado
  • Não fazer uso de medicação
  • Não estar prenha ou no cio
  • Não tomar medicação
  • Não tenha tido carrapatos

Se a causa for aderida por donos de animais fortes que possam doar, esses pets podem salvar a vida dos outros que precisam.

Veja mais: Fátima Bernardes fica sem graça com revelação de Claudia Raia sobre Túlio

Siga CLAUDIA no Instagram

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s