Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que você tem mais motivos para se exercitar no inverno

A estação mais fria do ano ajuda o corpo a perder alguns quilinhos e a equilibrar o sono

Por Carol Gomes Atualizado em 15 jun 2018, 23h30 - Publicado em 11 jun 2018, 21h59

Exercitar-se no friozinho às vezes dá uma preguiça, né? Conversamos com especialistas para saber quais são os benefícios extras de movimentar o corpo no inverno – inclusive para aqueles que querem perder alguns quilinhos.

1. Você gasta mais calorias

Por conta das baixas temperaturas no inverno, o corpo gasta mais energia para manter a sua temperatura corporal de 36,5 graus Celsius. Por isso, “aumentamos nosso metabolismo para produzir mais calor e manter a homeostase corporal (equilíbrio térmico)”, explica o especialista Arthur Pereira, nutricionista clínico e esportivo.

É um ótimo momento para aproveitar esse gasto de energia extra associado aos exercícios e potencializar o emagrecimento”, ressalta Mariana Poletto, profissional de nutrição funcional e esportiva.

2. Xô deprê!

“No frio, as pessoas tendem a ficar mais deprimidas. O exercício físico aumenta a endorfina e ajuda a reduzir esse sintoma”, afirma a nutricionista Luana Grabauskas, da Clínica Visia.

“Talvez antes de iniciar o exercício, a disposição não seja das melhores: sair da cama quentinha para se exercitar não parece uma boa ideia. Mas, após o inicio da atividade, o calor produzido pelo nosso corpo com o exercício ajuda o metabolismo e a disposição melhora significativamente”, reforça a endocrinologista Carolina Janovsky.

3. Pare com as “desculpas” e comece já a sua mudança

Coloque o exercício na sua rotina mesmo que as temperaturas não agradem você de jeito nenhum. “Se mantivermos o hábito durante esse período difícil (frio, escuro, dias curtos, fome), com certeza em outras situações como férias, viagens e feriados, já estaremos habituados a contornar essas desculpas e manter a prática.”, diz Mariana Poletto.

Continua após a publicidade

4. Melhora o sono

Por conta de estarmos expostos a menos tempo de luz natural do sol no inverno, “há uma alteração na liberação de melatonina, diminuindo a qualidade do sono”, explicou Arthur Pereira.

A prática de exercício físico, portanto, combate essa falta de sono e “aumenta o número de mitocôndrias nas células musculares. Então, com mais mitocôndrias no corpo, produzimos mais energia e nos sentimos mais dispostos”, conclui a nutricionista Mariana Poletto. 

Veja também: Como tratar pés e cotovelos ressecados no inverno

Como evitar lábios rachados e ressecados no frio

 

Siga CLAUDIA no Instagram

Continua após a publicidade
Publicidade