CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Dificuldade para ler? Confira 5 dicas para recuperar a concentração

Pratique e reencontre o seu prazer pela leitura. Veja ainda quatro sugestões de livros levinhos para ler

Por Ligea Paixão (colaboradora) 8 out 2021, 16h39

Só quem tem o hábito de ler como um dos hobbies preferidos e já se pegou lendo e relendo diversas vezes o mesmo parágrafo ou linha de um exemplar sabe o que é se sentir frustrada por não conseguir desenvolver um momento de leitura prazeroso.

Essa sensação é causada, principalmente, pelo pior vilão do século XXI: o cansaço mental. Ocasionado pela saturação de informações e pensamentos em nosso cérebro, o esgotamento cognitivo se intensificou ainda mais com a pandemia e o uso dos aparelhos digitais – o que em momentos chega a ser abusivo.

Mas agora o dilema é: como recuperar a concentração para retomar a leitura daqueles livros que estão parados e empoeirados na estante?

Separamos aqui algumas dicas básicas para você que deseja recuperar o seu prazer pela leitura e que te ajudarão a comemorar o Dia Nacional da Leitura, na terça-feira 12, sem peso na consciência. Confira:

1. Em que nível você está?

Parece clichê, mas o primeiro passo é sempre fazer um diagnóstico! Talvez quando você deixou de se entregar à leitura você estivesse se dedicando a obras complexas da época do romantismo ou realismo, por exemplo, mas o erro pode estar em exigir tanto da sua mente, neste momento.

O segredo para se reconectar é voltar alguns passos. Não há problema algum em apostar num romance levinho que você amou ler na juventude, pegar pequenos livros de poesia ou, quem sabe, ler novamente a coletânea daquele autor que você sempre achou que escrevia diretamente para você e se tornou seu amigo íntimo. Lembre-se: o importante é sentir prazer durante a leitura.

2. Distrações? Não!

Constantemente nós estamos rodeadas de distrações. Pessoas falando, televisão ligada, celular tocando e vibrando o tempo todo, entre tantas outras realidades. Mas, um dos pontos cruciais para retomar a concentração para ler é eliminar as distrações. Se possível, desative as notificações e desligue os aparelhos que produzem sons que podem te distrair. Procure ou crie um ambiente que você sabe que conseguirá se concentrar.

via GIPHY

3. Estabeleça seu ritual

Para quem ama ler, o momento da leitura não é apenas uma ocasião qualquer, é um evento! De qualquer forma, para cada pessoa este é um momento único, então por que não criar um ritual em cima disto, ou começar a colocá-lo em prática novamente caso você já o tivesse?

Seja tomando a sua bebida favorita, comendo um chocolate, aconchegada ao seu pet em uma cama confortável, sentada em sua poltrona com sua almofada favorita ou na beira da janela aproveitando a luz natural, todo ritual individual é válido. Combine estas ações prazerosas com o hábito de ler e verá o quão gostoso será voltar ao universo literário.

4. Se entregue a leitura

O legal do Dia Nacional da Leitura é que, coincidentemente, é comemorado junto com o Dia das Crianças para nos lembrar que a nossa imaginação e criatividade não podem nos abandonar nunca, principalmente na hora de criar o cenário perfeito dos livros em nossa cabeça.

Se entregar à leitura não é apenas discorrer linhas, mas é entrar na história, aspecto que toda leitora conhece bem. É se encontrar e se perder. Visualize cada cena que for detalhada na obra que você escolheu.

Continua após a publicidade

5. Respeite seus limites

Toda boa leitora em seu auge literário já fez a proeza de ler um livro de mais de 100 páginas em apenas um dia e esse feito, sem dúvidas, martela em sua cabeça com o seguinte pensamento: “Como que eu naquela época lia tanto e hoje só consigo ler 10 páginas por dia?”. Apague esta nuvenzinha de pensamentos e respeite seus limites!

Hoje, você se encontra em um outro momento da sua vida, sob perspectivas e realidades diferentes e já pôde reconhecer isso na dica 1 (releia, se necessário). Isso significa que, agora, esse é o seu melhor. Com o tempo, se acostumando novamente com as palavras, é possível que você leia a cada dia mais páginas, em um espaço de tempo menor. Tudo é uma questão de prática e persistência. Parece pouco, mas é o início.

6. Pratique a troca de experiências

Geralmente duas características que marcam muito quem gosta de ler são a curiosidade e a necessidade de trocar informações. Em nossa cabeça, isso parece que amplia o gosto para se dedicar à opção de leitura separada. Portanto uma das dicas baseia-se nisso. Procure pela opinião de outras pessoas sobre a obra que você está lendo, como uma espécie de grupo de leitura. Compartilhe suas percepções e instigue outras pessoas a ver com os seus olhos e vice-versa.

via GIPHY

Dica extra: Medite

A meditação ainda é vista como um tabu por muitas pessoas, mas é uma das melhores formas de encontrarmos o nosso ponto de equilíbrio, portanto, pode ser interessante praticá-la momentos antes de iniciar a leitura.

Talvez, você não goste da ideia de ficar sentado imóvel, por isso é importante conhecer outras formas de meditação. Colocar uma música da qual você goste e curti-la por alguns minutos, ou assumir qualquer posição confortável para você em um ambiente calmo, concentrando em seu corpo e respiração, são ótimas alternativas de meditação e mindfulness.

Agora que você já tem ótimas dicas para recuperar a concentração na hora da leitura, confira 4 sugestões de livros levinhos para retomar o hábito:

A casa dos novos começos

casa dos novos começos
Foto: Editora Arqueiro/Reprodução

Este romance levinho nos apresenta três mulheres: Rosa, Georgie e Charlotte. Todas elas estão passando por um momento em que parecem ter se perdido em sua própria história, mas quando se conhecem, a esperança renasce, a amizade floresce e um novo capítulo se inicia em suas vidas.

Cadê você Bernadette?

Cadê você bernadette
Imagem: Companhia das Letras/Reprodução

Publicado em 2012, o livro foi uma das obras mais queridas em seu ano de lançamento, tanto que ganhou uma versão para os cinemas em 2019. Cadê você Bernadette? é o retrato de uma filha que se lança na busca por sua mãe imperfeita, a qual ela ama incondicionalmente.

O livro dos ressignificados

O livro dos ressignificados
Imagem: Editora Paralela/Reprodução

Esta coletânea de poesias do brasileiro João Doederlein veio para dar novos significados às palavras. Construída pelo poeta de forma moderna e sensível, esta antologia também leva o leitor a ressignificar sentimentos. 

Simplesmente Acontece

Simplesmente Acontece
Imagem: Editora Novo Conceito/Reprodução

Se a sua ideia é se reconectar literalmente através das lembranças, esse querido livro é, sem dúvidas o recomendado. A trama gira em torno de Rosie e Alex, dois melhores amigos que compartilham um sentimento amoroso mútuo, mas que por anos, nunca admitiram isso um ao outro. Esta é uma história sobre duas pessoas destinadas a estarem juntas, não importa quanto tempo passe.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade