CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Conheça o significado das figurinhas que geraram polêmica no Instagram

Stickers do Ramadã têm gerado discussão por causa do uso considerado inconsciente por parte dos usuários

Por Ligea Paixão (colaboradora) Atualizado em 16 abr 2021, 14h12 - Publicado em 16 abr 2021, 11h45

O Instagram lançou na última terça figurinhas temáticas sobre o Ramadã, mês sagrado para os muçulmanos, no qual os mesmos se dedicam a jejum e à oração. Os stickers, que podem ser utilizados nos stories, trazem símbolos sagrados da religião islâmica.

A intenção da plataforma em divulgar o evento acabou no uso de forma equivocada das figurinhas por parte de muitos usuários, que utilizaram o adesivo em postagens que não tinham relação com o islamismo e causando desconforto e o levantamento de um debate sobre o assunto. Foi possível observar usuários da plataforma em conflito pelo que foi apontado como desrespeitoso e insensível com as práticas da religião.

Esta não é a primeira vez que conflitos desse âmbito acontecem. Os stickers do Ano do Boi, do Dia do Orgulho LGBTQIA+, entre outros, em algum momento geraram polêmica. 

Em geral, as pessoas consideram que o uso dessas figurinhas por alguém que está fora do contexto ou cultura representada é uma forma de desrespeito. Ainda mais quando são usadas para divulgar um trabalho comercial ou se autopromover.

Ramadã
Instagram/Reprodução

Pelo lado bom, as figurinhas foram criadas pela plataforma para celebrar, e com isso muitas causas e crenças ganham conhecimento público e promovem o respeito ao próximo e os diferentes modos de viver.

“Eu acho incrível isso, pois dá mais visibilidade para nós muçulmanos. Assim, temos a chance de mostrar a nossa religião para podermos combater o preconceito”, diz Mariam Chami, brasileira, muçulmana e influenciadora de 29 anos. “Quem não sabia o que é o Ramadan, com certeza hoje já sabe”, completa.

O que é Ramadã?

O Ramadan, ou Ramadã, é o nono mês do calendário islâmico, um dos cinco pilares do islã e ocorre com base no ciclo lunar. Ele começa e termina com o surgimento da lua nova no céu, o equivalente a 29/30 dias, conforme explica Flávia Martinelli, advogada, adepta ao islamismo há 8 anos e membro fundadora da Associação Nacional de Juristas Islâmicos (ANAJI), que atua como fonte de representação dos muçulmanos e defesa da liberdade religiosa.

“Durante este mês, os muçulmanos não devem ingerir bebidas e alimentos, se abstendo de relações sexuais no período entre a alvorada e o pôr do sol, sendo obrigatório para o muçulmano que atingiu a puberdade”, explica Flávia. Ela comenta ainda que, além do jejum físico, é estimulado também a prática da caridade, intensificação dos atos de adoração com orações voluntárias e leitura do Alcorão.

Ramadã
Foto: Evrim Ertik/Getty Images

“De acordo com a tradição religiosa, esse foi o período em que o Profeta Muhammad (Maomé) começou a receber as revelações do Alcorão enquanto meditava na caverna de Hirá, em Meca”, diz.

Continua após a publicidade

O período conta com dois marcos importantes: a noite do decreto (“laylatul qadr”, em árabe) e o Eid. A noite do decreto faz memória à noite em que Deus fez a primeira revelação do Alcorão para o Profeta Muhammad. Os muçulmanos acreditam os atos de devoção praticados nessa noite são recompensados mais do que se tivessem os praticado por mil meses e, para isso, intensificam suas orações. Já o Eid é uma festa que ocorre ao final dos 29/30 dias, marcando o fim desse período sagrado.

Este ano o Ramadã teve seu início no dia 13 de abril e terminará no dia 12 de maio.

Conhecendo as figurinhas

Criadas por Hala AlAbbasi, em parceria com a equipe de design do Instagram, as figurinhas apresentam três modelos diferentes. A artista se inspirou em seus aspectos preferidos do islamismo e do Ramadã, que refletem sobre os “belos momentos que compartilhamos juntos”.

“Gostei de trabalhar e criar esses adesivos fofos, para que você possa brincar e usá-los durante sua rotina diária no Ramadã. Eu queria trazer alegria e felicidade através deles para que você pudesse sentir as vibrações e ser feliz!”, escreveu a artista em postagem no seu perfil. 

Com o início de mais um Ramadã, muçulmanos em todo o mundo estão adaptando suas tradições para compartilhar esse momento de generosidade, caridade e reflexão de maneira virtual. Estamos homenageando este mês sagrado no calendário islâmico com o lançamento de adesivos que oferecem às pessoas maneiras de compartilhar suas boas ações e se conectarem com amigos e familiares durante o período”, afirma a equipe do Instagram sobre a novidade.

Prato com tâmaras e chá

Instagram - Ramadã
Arte: Hala AlAbbasi / Instagram/Reprodução

As tâmaras, acompanhadas do chá, costumam ser consumidas nos horários que não se enquadram no jejum do Ramadã, para evitar que durante a abstinência prolongada durante o dia não haja queda nos níveis de glicemia. Ambos os alimentos são ricos em açúcar.

Mesquita

Ramadã - Instagram
Arte: Hala AlAbbasi / Instagram/Reprodução

A mesquita é o templo em que os muçulmanos fazem suas orações e encontros religiosos. Ainda que este ano o acesso esteja restrito por conta da pandemia, é o principal símbolo do período da religião e do Ramadã.

Lua crescente e estrela

Instagram - Ramadã
Arte: Hala AlAbbasi / Instagram/Reprodução

A lua crescente faz referência ao calendário lunar, considerado o guia para o início e fim do Ramadã e outros marcos do calendário islâmico. Tanto a lua quanto a estrela são uma uma representação para as noites do período de jejum, momento em que as famílias se reúnem para realizar as refeições.

 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade