Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Por que a África do Sul vai suspender uso da vacina de Oxford

Imunizante terá sua aplicação suspensa no programa de imunização da população da África do Sul por conta da nova variante do vírus

Por Da Redação Atualizado em 8 fev 2021, 10h29 - Publicado em 8 fev 2021, 10h24

Uma das vacinas em uso no programa de imunização do Brasil, o imunizante de Oxford/AstraZeneca terá sua aplicação suspensa na África do Sul.

Testes clínicos demonstraram que a proteção contra a mutação do novo coronavírus identificada no país, a 501Y.V2, é limitada contra doenças leves causadas por essa variante. A eficácia para os casos graves ainda não foi determinada, segundo o Financial Times que antecipou a divulgação do estudo, prevista para esta segunda-feira,8.

Nem a universidade de Oxford, nem a AstraZeneca quiseram comentar os resultados da pesquisa, que ainda precisa ser revisada. Participaram dos testes, 2 mil pessoas com idade média na faixa dos 31 anos.

Nenhum dos participantes das pesquisas foi hospitalizado ou morreu. Durante o estudo, metade recebeu uma dose da vacina e a outra metade tomou placebo.

O ministério da Saúde da África do Sul ainda vai analisar e decidir como proceder a partir de agora.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade