Clique e assine com até 75% de desconto

Teste que poupa mulheres da quimioterapia poderá ser obrigatório em planos

Termina hoje a consulta pública do teste genômico, um exame que, se aprovado, pode evitar quimioterapia desnecessária em casos de câncer de mama

Por Camila Pati Atualizado em 21 nov 2020, 16h15 - Publicado em 21 nov 2020, 18h00

Termina neste sábado, 21, a consulta pública para um teste que tem o poder de evitar quimioterapia em mulheres com câncer de mama em estágio inicial. O novo teste genômico Oncotype DX® Breast Recurrence Score, desenvolvido pela Exact Sciences e distribuído pelo Grupo Fleury, teve resultados de pesquisa com 155 mulheres portadoras da doença apresentados no congresso Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO).

O resultado do exame genômico poupou a maioria (69%) das pacientes com indicação de quimioterapia do tratamento. Essas mulheres foram encaminhadas para terapia hormonal.

É que o novo teste possibilita uma avaliação prognóstica e preditiva das pacientes, identificando se há a possibilidade de recorrência da doença nos próximos 10 anos, e permitindo avaliar se o tratamento por quimioterapia é o mais indicado para cada caso.

Se for aprovado pela ANS, o teste que hoje tem custo de 15 mil reais poderá entrar no rol dos planos de saúdo e ser oferecido obrigatoriamente, diz André Mattar, médico mastologista, responsável pelos núcleos de oncologia  clínica e lesões não palpáveis do Hospital Pérola Byington, onde foi realizada uma parcela da pesquisa.

“Caso aprovem, a ideia é disponibilizar o teste como conduta. Se não aprovarem será preciso aguardar uma próxima reunião para submeter novamente”, diz o médico.

No entanto, ele afirma que há poucas chances de o o teste ser oferecido pelo Sistema Único de Saúde apesar dos benefícios ao poupar gastos com tratamento de quimioterapia. “Caso não aprovarem no convênio, será pouco provável que tenha acesso no SUS”, diz.

O teste é indicado para as pacientes com o câncer de mama do tamanho de 0,5 a 5 cm e que tenham Receptor Hormonal Positivo e HER2 Negativo. Ele é realizado a partir do tumor do câncer de mama.

Ao evitar tratamento quimioterápico, o teste poupa pacientes dos efeitos colaterais desse tratamento: fadiga, náuseas, perda de cabelo, entre outros. “Ele também fornece três tipos de informação: o resultado Recurrence Score, o risco de recorrência à distância e a média do grupo para o benefício da quimioterapia”, detalha Mattar.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade