Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Síndrome associada à Covid-19 já atingiu 197 crianças e adolescentes no BR

Assim como a Covid-19, os casos da nova síndrome se espalharam com muita rapidez, levando a Organização Mundial da Saúde emitir um alerta aos pediatras

Por Da Redação - Atualizado em 10 set 2020, 16h20 - Publicado em 10 set 2020, 13h10

Segundo o Ministério de Saúde, pelo menos 197 crianças e adolescentes brasileiros apresentaram diferentes problemas de saúde que podem apontar uma nova doença associada à Covid-19.

A Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica pode ter causado a morte de pelo menos 14 pacientes com idades entre 0 e 19 anos, entre maio e agosto. 140 desses pacientes tinham menos de 10 anos quando estiveram doentes.

Se manifestando com diversos sintomas diferentes, a principal característica da síndrome é a febre persistente, acompanhada de pressão baixa, conjuntivite, manchas no corpo, diarreia, dor abdominal, náuseas e vômitos. Em alguns casos, a pessoa desenvolve sintomas respiratórios e disfunção cardíaca, além da uma atividade anti-inflamatória no organismo.

Os primeiros casos da doença foram registrados na Europa, em abril, mês em que o coronavírus já tomava grandes proporções por todo o mundo. Assim como a Covid-19, os casos da nova síndrome se espalharam com muita rapidez, levando a Organização Mundial da Saúde a emitir um alerta aos pediatras.

Janini Ginani, coordenadora de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, informou que as mortes estão sob investigação, afinal, várias outras síndromes podem se sobrepor, dificultando o diagnóstico. “Os casos têm sido mais prevalentes na faixa etária até 10 anos de idade. Entre as crianças de 0 a 4 anos, 41 eram do sexo masculino e 34, do feminino. Já entre as de 5 a 9 anos, foram 39 e 26, respectivamente”, detalhou a coordenadora. 

Os óbitos foram notificados em pelo menos oito estados: Pará (3 óbitos), Rio de Janeiro (3), Ceará (2), Paraíba (2),Bahia (1), Pernambuco (1), Piauí (1) e São Paulo (1). 

Quanto ao número geral de casos, o Ceará é o estado com mais notificações – somando 41. Em seguida estão Pará (24), Rio de Janeiro (22), Distrito Federal (19), São Paulo (19), Bahia (11), Alagoas (9), Pernambuco (9), Rio Grande do Sul (9), Rio Grande do Norte (9), Espírito Santo (8), Paraíba (6), Piauí (6), e Minas Gerais (5). 

Conversando sobre notícias ruins com as crianças

Continua após a publicidade
Publicidade