Aplicativo melhora cognição de idosos com perda de memória

Desenvolvido por um professor da Universidade de São Paulo e equipe de neuropsicólogos, o Mente Turbinada já conta com 30 mil usuários

Quem convive com idosos sabe o quanto os lapsos de memória podem afetar negativamente o sistema cognitivo. E não é só impressão: segundo estudo realizado pelo Conectaí, iniciativa do IBOPE (Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística), 40% dos brasileiros têm esquecimentos recorrentes após os 50 anos de idade.

Muitas vezes, a falta de estímulo também pode diminuir significativamente outros papéis cruciais do cérebro como a atenção e a concentração. Foi analisando as queixas dos idosos em seu consultório que, regularmente, reclamavam da perda significativa de memória, mas que não apresentavam nenhuma doença progressiva como o mal de Alzheimer, que o Dr. Paulo Camiz, geriatra, professor da Universidade de São Paulo e do Hospital das Clínicas, decidiu agir e desenvolveu, o aplicativo Mente Turbinada.

(Divulgação/Divulgação)

Especialistas da área têm considerado o cérebro como um órgão plástico. “Que pode e deve ser exercitado como um músculo, ou seja, quanto mais você estimular, mais ele irá se desenvolver”, explica o Dr. Paulo. Desenvolvido há três anos pelo médico e por uma equipe de neuropsicólogos da Universidade de São Paulo, a plataforma disponível hoje nas versões web, iOS e Android, foi ao ar em janeiro de 2016. “Vi que havia uma demanda muito grande dos meus pacientes, eles não tinham nenhuma doença, mas sofriam muito com o excesso de informação e a rotina, muitas vezes sedentária de um idoso”, explica. Hoje, o aplicativo possui mais de 30 mil usuários, e pode ser usado gratuitamente, mas também dispõe de uma parte paga, que disponibiliza mais recursos para o usuário.

A plataforma reúne jogos que buscam aprimorar pontos cruciais no desenvolvimento cerebral como atenção, concentração, raciocínio, cálculo e memória. O aplicativo também possui um método individualizado para cada pessoa, por exemplo, se um usuário está com um déficit de atenção, ele sugerirá mais testes de atenção. E, aos poucos, irá aumentando os níveis de dificuldade, de acordo com o progresso do usuário. “Ele também tem se mostrado uma forma potente e eficaz de prevenir doenças degenerativas. Pode, inclusive, ser usado por pessoas que já possuam em um estágio mais inicial e que tenham familiaridade com aparelhos tecnológicos, mesmo que seja pequena”, pontua o geriatra.

Um ponto fora da curva

Sandra Di Ricco Panzoldo de 65 anos de idade é publicitária aposentada, paciente do Dr. Camiz há sete, percebeu a enorme diferença que utilizar o aplicativo por quinze minutinhos diários tem feito na sua vida. “Eu estava numa situação muito difícil, mesmo ainda trabalhando, estava numa zona de conforto. O doutor sempre me falava que quando você domina muito o que você faz, acaba ficando cômoda numa situação. Hoje eu pratico, em média, 15 minutos por dia, às vezes mais, mas esse é o mínimo, principalmente quando estou assistindo jornal. Cada pessoa tem um índice, você vai acompanhando e vai se desenvolvendo de acordo com o grupo da sua faixa etária. Acompanhando por gráficos, parâmetros da população que tem características semelhantes às suas. por exemplo, eu vejo o das mulheres com mais de 65 anos”, conta.

Sandra também confessa que além de ter percebido melhoras significativas que não se resumem somente à área cognitiva: “O que eu mais escutei nos últimos tempos é que eu sou um ponto fora da curva, isso me deixou muito lisonjeada. Não tenho Alzheimer, mas tinha problemas de atenção devido a idade. O treino te deixa ágil. O cérebro é como um músculo, se você trabalha o braço, ele fica mais forte, consequentemente. Notei também uma melhora no humor, na minha autoestima”.

A aposentada também já indicou o aplicativo para várias amigas e conhecidas e confessa que, aquelas que usaram, também gostam bastante. “Os recursos disponíveis trabalharão as deficiências da pessoa. À medida que você treina, você está sendo avaliado, vai percebendo os problemas e alterando os treinos para aquilo que ela está precisando mais, por isso o acompanhamento é individualizado”, explica o médico.

Déficit de atenção também é comum entre os mais novos

Segundo dados divulgados pelo jornal New York Times, um em cada cinco jovens norte-americanos é diagnosticado com transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), o que nos alerta para um aumento dramático nos últimos dez anos. E no Brasil, o cenário não é tão diferente dos Estados Unidos, tanto é que o Mente Turbinada está sendo utilizado como parte da lição de casa por escolas de reforço.

“Não há restrição, mas no caso das crianças e dos adolescentes, os pais precisam sempre ficar por perto para evitar que eles se viciem nos joguinhos”, explica o Dr. Paulo. Estudos científicos com base nos usuários da plataforma estão sendo desenvolvidos, mas por enquanto, os relatos pessoais são extremamente positivos.

Para os jovens com a faixa etária de 8 a 15 anos que fazem uso da plataforma, é aplicado, anteriormente ao uso, um teste chamado de neutro, para avaliar se houve progresso no nível de cognição. “Então teremos como quantificar isso”, diz o especialista. Distúrbios humor como a depressão, ansiedade, privação do sono, tratamentos medicamentosos muito fortes, sedentarismo e até mesmo dietas que cortam quase que por completo a ingestão de carboidratos são fatores que podem influenciar negativamente o sistema cognitivo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s