Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

7 dicas para manter o peso depois da dieta

A gente delimita prazos, segue a dieta e depois, quando ela acaba, ficamos um pouco perdida e às vezes acaba jogando todo o esforço para o alto. Saiba como sair dessa!

Por Stephanie Bevilaqua (colaboradora) Atualizado em 28 out 2016, 14h38 - Publicado em 20 out 2015, 17h18

Quem nunca acabou a dieta comemorando a vitória? Você emagrece os 2 quilos e comemora com bolo, cerveja, coxinha… E a farra não tem mais dia para acabar! Até que você percebe ter engordado tudo de novo.  

Conversamos com a nutricionista Elizabeth Vargas, consultora da Unilever, para saber o que podemos fazer para fugir dessa cilada! E ela conta “estive em um congresso recentemente em que os números apontavam: duas a cada três pessoas acabam voltado ao peso de antes da dieta”. Ou seja, não é uma tarefa fácil. Confira as nossas dias e veja como fazer para este processo ficar ainda mais possível:

1. Comece pela própria dieta

O nome dieta já traz consigo milhares de questões e a nossa cabeça é 90% do negócio. Elizabeth comenta que também não é fã do termo reeducação, pois comer envolve muitos conceitos e um dos principais é o prazer. “Tudo que for muito maluco não será sustentável”, ela comenta.

Ou seja, a solução – isso na dieta – é você optar por alguma rotina que será capaz de seguir depois. “O caminho é não abrir mão do que você ama”, ela completa.

2. Tenha disciplina

É preciso manter o foco. É claro que se você já atingiu a sua meta pode dar uma relaxada na rotina. Ou seja, diminuir a intensidade dos exercícios, comer uma coisinha ali, outra aqui… Mas não deixe os seus costumes de lado! Você pode, por exemplo, fazer 30 minutos por dia de exercícios, ou 1h a cada três dias. Assim você mantém o corpo em movimento sem se sacrificar.

3. Mantenha a agenda

Continua após a publicidade

Você provavelmente passou a comer de três em três horas, não pulou o café da manhã… Então continue nesse pique! Você pode sempre variar os alimentos, as receitas e as combinações, mas não deixe a hora passar.

4. Comer ou não comer? Eis a questão!

A doutora Elizabeth explica que é muito importante ouvirmos o nosso corpo. Por exemplo, você está prestes a comer a segunda fatia de bolo. Pergunte para você mesma “por que eu vou fazer isso?”. Pode ser porque você se sente chateada, preocupada e que venha aquela voz interna que diz “eu mereço”. Se este for o caso, pense como você pode resolver seus problemas sem desconta-los na comida. Mas se for vontade mesmo, realize-a. Você não precisa viver em uma prisão.

5. Escorregar não é o fim do mundo

O que muitos costumam fazer é dar uma escorregada e depois jogar tudo para o alto. “Ah, já que eu comi esse docinho, não tem mais jeito. Vou atacar o macarrão”. E não é bem assim, aconselha a doutora. “Escorregar é normal, mas não desamine! Nem toda dieta precisa começar na segunda e nem todo brigadeiro é fim dela”, ela comenta.

6. Cerque-se de oportunidades

Não precisa comprar todos os chocolates do mundo para repor a despensa só porque você já atingiu a sua meta. Se você abrir a geladeira e encontrar frutas frescas e lavadas, não vai precisar correr até a dispensa para comer aquele biscoitinho. Portanto, cerque-se de opções saudáveis.

7. Mantenha os bons costumes

Se você, durante a dieta, frequentava a feira, continue. Assim como hábito de comprar linhaça, iogurte, ir ao parque com a família… Fixe alguns detalhes da sua dieta e incorpore-os a sua vida.

Continua após a publicidade
Publicidade