Voluntário contra óleo no Nordeste pede socorro e emociona no Encontro

Vandécio Santana é marisqueiro e está trabalhando na limpeza das praias da região

No Encontro dessa quarta-feira (23), Fátima Bernardes convidou o marisqueiro Vandécio Santana, que está atuando como voluntário na batalha contra as manchas de óleo que atingem o nordeste há quase dois meses, para relatar o que está vivendo e explicar, de fato, o que está acontecendo na região.

Vandécio começou explicando a textura do óleo. “É bruto e cru. Parece aquele chocolate que não sai da sua mão quando você vai fazer massa de bolo. Todo pessoal que está ajudando vai ter problema de descascamento de pele”, alertou.

Ele aproveitou também para fazer uma denúncia. Vandécio afirmou que as luvas cedidas aos voluntários não são adequadas para o manuseio de produtos altamente inflamáveis como esse. “Elas não são ideais, vão até o pulso. Era pra ser usada uma luva mais grossa com produto químico, daquelas que vêm até as axilas”.

“A gente está precisando de socorro. Os peixes estão morrendo no fundo do mar. Vim aqui para transmitir a minha mensagem. Esse óleo vai chegar em Fernando de Noronha em breve. Isso não é brincadeira”, finalizou Vandécio.

Leia mais: Para acalmar criança, manifestantes cantam “Baby Shark”

+ Professor abraça aluno que entrou armado em escola para evitar tragédia

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?

%d blogueiros gostam disto: