Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Sem público, Serena Williams conquista 100ª vitória em partidas do US Open

Ela precisou ser sua própria torcida, lamentando e celebrando quando perdia e ganhava pontos

Por Da Redação - Atualizado em 16 set 2020, 13h29 - Publicado em 8 set 2020, 12h37

O US Open é o primeiro Grand Slam a acontecer desde que a crise sanitária do novo coronavírus se alastrou pelo mundo. Todos os jogadores têm sentido falta da presença do público, que faz toda a diferença no momento da partida.

Um desses atletas é Serena Williams, que tem sido fortemente apoiada por seus fãs durante anos e é uma das atletas mais populares do mundo. Além do enorme prestígio, é justo dizer que poucos atletas têm tanta experiência em US Open quanto Serena.

A primeira vez que a tenista sagrou-se campeã do torneio foi há mais de 20 anos, em 1999. O jogo dela contra a grega Maria Sakkari, na última segunda-feira (7), marcou sua centésima vitória no estádio Arthur Ashe, em Nova York – o que é um recorde dentro do US Open. Essa é 53ª vez que Serena está nas quartas de final de um Grand Slam e ela soma 23 títulos no circuíto. 

“Sempre vou trazer aquele fogo, aquela paixão e aquela Serena para a quadra”, disse a atleta. Apoiando a si mesma, Serena lamentou quando perdeu pontos e celebrou quando ganhou. “Eu não me sinto muito diferente sem uma multidão, mas sou muito passional. Esse é o meu trabalho. É para isso que eu acordo. É para isso que eu treino 365 dias por ano”, declarou ela ao final da partida contra Sakkari. 

A gigante do tênis chegou a mostrar claros sinais de frustração durante a partida, pois suou muito no segundo set e acabou perdendo-o. Mesmo assim, se recuperou no terceiro e, ao final, o placar ficou 6-3, 6-7 (6) e 6-3. Na quarta-feira (9), Serena enfrenta a búlgara Tsvetana Pironkova.

 

Resiliência: como se fortalecer para enfrentar os seus problemas

Continua após a publicidade
Publicidade