CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Primeiro homem curado do HIV morre após luta contra um câncer

Timothy Ray Brown recebeu, em 2007, um transplante de medula que o livrou do vírus da Aids

Por Da Redação Atualizado em 30 set 2020, 11h31 - Publicado em 30 set 2020, 12h00

Timothy Ray Brown, primeiro paciente a ter se curado do HIV, morreu na tarde da última terça-feira (29), após cinco meses de luta contra uma leucemia. Conhecido como “O paciente de Berlim”, Brown tinha 56 anos e morava na Califórnia, nos Estados Unidos.

O anúncio foi feito por seu companheiro nas redes sociais. “É com grande tristeza que anuncio que Timothy faleceu esta tarde, cercado por mim e amigos, após uma batalha de 5 meses contra a leucemia”, escreveu Tim Hoeffgen, em um post no Facebook, de acordo com a agência Reuters.

Brown foi diagnosticado com leucemia em 2006. No ano seguinte, ele recebeu um transplante de medula na Alemanha. O procedimento foi proposto pelo médico especialista em câncer sanguíneo Gero Huetter, da Universidade de Berlim. A ideia era utilizar o transplante para tentar curá-lo também do HIV, com a participação de um doador com uma rara mutação genética que fornece resistência natural ao vírus da Aids.

Na época, acreditava-se que ele tinha sido curado da leucemia, além do HIV. No entanto, em setembro deste ano, ele anunciou que o câncer havia voltado de forma agressiva.

O que falta para termos mais mulheres eleitas na política

Continua após a publicidade

Publicidade