Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Preta Gil está curada do Coronavírus e é liberada para voltar para casa

Cantora estava internada no Hospital Sírio Libanês e foi liberada hoje (26) depois de fazer exames e receber diagnóstico de cura

Por Da Redação - Atualizado em 27 mar 2020, 01h53 - Publicado em 26 mar 2020, 18h41

Foram 14 dias de isolamento e apreensão  desde que Preta Gil testou positivo para coronavírus. Hoje a cantora recebeu a notícia de que está curada. Preta fez nova bateria de exames de sangue, eletrocardiograma e ressonância magnética do pulmão e foi liberada pela equipe do Dr. David Uip, seu médico. Os resultados confirmaram que seu pulmão não apresenta sintomas de pneumonia, portanto ela não precisa mais fazer o uso de medicação. Também por não ter mais  potencial transmissora do vírus Covid-19, ela já foi liberada para retornar a sua casa no Rio de Janeiro.

Preta Gil sentiu os sintomas da doença logo após de se apresentar no casamento de Marcella Minelli no sábado (7), em Itacaré, Bahia. Na ocasião, outras pessoas foram infectadas, incluindo a irmã da noiva, Gabriella Pugliese.

“Estou muito feliz em poder retornar a minha casa, foram longos dias de muito aprendizado e preocupações comigo, com o mundo e com os mais próximos, hoje posso dizer que me sinto mais forte e mais certa de que devemos enfrentar esse vírus com coragem, união e pensamento positivo”, ela disse. “É muito importante que todos se conscientizem de que não se trata de um vírus qualquer. Ainda estamos no início da epidemia no Brasil e é muito importante que possamos juntos tentar diminuir o contágio em nosso país”.

David Uip, o médico infectologista que tratou Preta e que lidera o combate à covid-19 em São Paulo, foi diagnosticado com o novo coronavírus segunda-feira (23). Com 67 anos, Uip integra o grupo de risco, que está mais vulnerável à doença, por conta da idade.  Em seu lugar, Helena Sato, diretora do centro de vigilância epidemiológica de São Paulo, assumiu a coordenação-geral do Centro de Contingência do novo coronavírus.

 

Continua após a publicidade
Publicidade