CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Pela 1ª vez, uma mulher terá cargo de chefia na confederação de Wrestling

Eleita pelo voto dos atletas, Aline Silva vai ocupar a vice-presidência da Confederação Brasileira de Wrestling

Por Da Redação Atualizado em 9 dez 2020, 17h13 - Publicado em 9 dez 2020, 17h30

Aline Silva, lutadora de Wrestling, arte marcial que utiliza técnicas de agarramento, foi eleita com os votos dos atletas à vice-presidência da Confederação Brasileira de Wrestling (CBW), na última segunda-feira (7).

Na CBW que antes era chamada Confederação das Lutas Associadas, originada em 2000 é permitido, além do presidente, dois vices. Aline será a primeira mulher a assumir um cargo de chefia na organização. O primeiro presidente foi Pedro Gama, que fez sua gestão até 2004. Depois de seu falecimento, assumiu o filho Pedro Gama Filho, que ficou por três mandatos.

View this post on Instagram

A post shared by Aline Silva Luta (@alineluta)

A eleição de Aline veio depois de uma batalha judicial. Graças a uma atualização da Lei Pelé, os atletas brasileiros passaram a ter direito a voto nas eleições para suas confederações há três anos. No entanto, foi preciso que os lutadores de Wrestling pedissem uma liminar na Justiça para poderem de fato ter o seu direito respeitado.

Nessas eleições, Aline fez parte da chapa Keep Wrestling, ao lado de Waldeci Silva e o eleito presidente Flávio Cabral Neto, que é ex-atleta.

  • O que é mieloma múltiplo e como tratá-lo

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade