Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Investigado por pedofilia, PC Siqueira volta ao YouTube

Ele havia excluído seu canal, com mais de dois milhões de inscritos, em julho

Por Da Redação Atualizado em 25 nov 2020, 14h17 - Publicado em 25 nov 2020, 14h15

PC Siqueira publicou o primeiro vídeo inédito em seu canal no YouTube depois da acusação de pedofilia feita contra ele em junho. Na época, ele excluiu seu canal Maspoxavida, que tinha mais de 2 milhões de inscritos, e a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo confirmou uma investigação sobre o caso.

No novo vídeo, que já tem mais de 120 mil visualizações, PC Siqueira passa oito minutos lendo e comentando notícias do mundo. Na última semana, ele havia sinalizado uma possível volta do canal em seu Instagram. “Por enquanto só posso postar vídeos antigos, mas veja lá pela nostalgia. Estamos voltando”, escreveu.

Nas redes sociais, muita gente criticou a volta do youtuber e a impunidade que permitiu que ele seguisse sua vida poucos meses após as denúncias.

Relembre o caso

No dia 10 de junho, um perfil anônimo no Twitter divulgou supostas conversas de PC Siqueira com um amigo, em que ele afirmava ter recebido fotos de uma criança de seis anos nua. As imagens teriam sido enviadas pela mãe da criança.

Em uma conversa com um amigo, que não teve a identidade revelada, o influencer compartilha a foto e explica que foi enviada pela mãe da criança. Entre as respostas, o amigo do youtuber chega a falar que a “história é excitante”. PC Siqueira ri do comentário e revela que essa não teria sido a primeira vez. “Ela parou porque sabe que pode dar merda”, escreveu PC.

Após a divulgação dos prints, o influencer foi às suas redes sociais para afirmar que a conversa era falsa. No entanto, logo em seguida, supostos áudios de PC afirmando que “deve ter um traço” de pedofilia foram compartilhados na internet. “É muito bizarro, porque, antes de ontem, eu fui acusado de racismo. Agora, eu vou ser o pedófilo, porque… É, eu meio devo ter um traço disso, porque eu olhei a bunda de uma menina e, no meio da situação, do sexo virtual, aquilo lá me deixou arroused [excitado]”. Depois disso, ele apagou a publicação sobre fake news.

Poucos dias após o ocorrido, PC Siqueira deletou seu canal do YouTube e os humoristas Cauê Moura e Rafinha Bastos, que participavam do canal Ilha dos Barbados ao lado de PC, anunciaram o cancelamento do projeto e se posicionaram sobre o assunto. “Estamos perplexos e decepcionados”.

Em julho, a Polícia Civil de São Paulo cumpriu mandato de busca e apreensão na casa do youtuber, que segue sendo investigado pela 4ª Delegacia de Proteção à Pessoa, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo.

  • Estou com câncer de mama. E agora?

    Continua após a publicidade
    Publicidade