Oprah se pronuncia sobre João de Deus: ‘Espero que a justiça seja feita’

Em 2012, apresentadora esteve no Brasil e gravou entrevista com o médium

A apresentadora Oprah Winfrey publicou uma nota oficial nesta quarta-feira (12) sobre João de Deus, acusado por centenas de mulheres de abuso sexual.

Quando esteve em 2012 no Brasil, a apresentadora norte-americana esteve com o médium. Após as denúncias, Oprah retirou do ar o vídeo da entrevista que fez com ele.

Leia maisVítimas de Roger Abdelmassih dão apoio às mulheres que acusam João de Deus

“Eu fui ao Brasil em 2012 para gravar um episódio de Oprah’s Next Chapter (próximo capítulo de Oprah, em português) que explorou os métodos controversos de cura de João de Deus. O episódio foi ao ar em 2012. Eu tenho empatia pelas mulheres que estão se apresentando agora e espero que a justiça seja feita”, afirmou em nota.

Com o surgimento das acusações sobre João de Deus, ativistas lançaram a hashtag #OprahWeNeedYou (‘Oprah, precisamos de você’) para cobrar um posicionamento da apresentadora.

Oprah foi uma das apoiadoras do movimento #MeToo nos Estados Unidos, que ganhou notoriedade em 2017 após uma onda de denúncias via redes sociais de assédio sexual praticado principalmente no ambiente de trabalho. Diversas celebridades aderiram à campanha, que cresceu com a acusação contra o produtor de cinema Harvey Weinstein.

Prisão preventiva

João de Deus teve a prisão preventiva solicitada pela Promotoria de Justiça de Goiás. A medida foi tomada cinco dias após o médium ser acusado por centenas de mulheres de abuso sexual. O pedido ainda precisa ser aceito pela Justiça.

Leia tambémVítima de João de Deus comete suicídio