O menino que foi abençoado duas vezes pelo Papa

Os seguranças do pontífice afirmaram não se lembrar de outra criança ter sido abençoada mais de uma vez

Felipe Mariano Kirihara, de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, foi uma das três crianças escolhidas pelo Papa Francisco para serem abençoadas em uma cerimônia no Vaticano, em novembro de 2015. Mas a história dele não para por aí: o menino conseguiu se encontrar novamente com o pontífice.

O pai da criança, Anderson Kirihara, contou, em uma entrevista para o G1, que na época da primeira bênção eles estavam em uma viagem pela Europa e aproveitaram para acompanhar a bênção papal na Praça São Pedro. A família foi surpreendida ao ter o filho, com três meses, escolhido dentre a multidão de fiéis.

Depois de três anos, eles voltaram ao Vaticano. Em um vídeo feito pela mãe de Felipe, o Papa Francisco aparece circulando pela multidão e parando um pouco antes deles para tomar chimarrão com alguns paraguaios. Depois disso, ele se direcionou para a família, beijou e abençoou Felipe, que estava nos braços do pai.

“Assim que ele se aproximou, disse que o Felipe tinha sido abençoado por ele há três anos. Ele respondeu: ‘Oh, que maravilha, reze por mim, Felipe’. E, na sequência, ele se dirigiu a mim e perguntou se eu não estava com frio. Respondi que para ver o Papa nós brasileiros não sentíamos frio. Ele agradeceu e continuou”, detalhou.

Anderson explicou que ele e sua família tinham chegado uma hora antes de uma viagem a Bangkok, onde fazia cerca de 35 graus. Então, para não perder a bênção, eles foram direto para o Vaticano, onde fazia 7 graus. 

Leia também: Loja surpreende ao colocar manequim de noiva em cadeira de rodas

Padre Quevedo morre aos 88 anos

Siga CLAUDIA no Instagram