Clique e assine com até 75% de desconto

Mães da Favela On: como funciona a maior ação de conectividade já lançada

Expectativa é dar acesso gratuito a internet para 2 milhões de pessoas até julho de 2021

Por Da Redação Atualizado em 24 set 2020, 15h13 - Publicado em 24 set 2020, 15h11

Foi lançado nesta quinta-feira, 24, o projeto “Mães da Favela On” que vai conectar 2 milhões de pessoas até julho do 2021. A ação realizada pela Central Única das Favelas (CUFA), a Comunidade Door e o Alô Social prevê a instalação de 20 pontos de wifi grátis em 150 comunidades e também a distribuição de chips para celulares para 500 mil mães previamente cadastradas no programa. Trata-se do maior projeto de conectividade já feito em comunidades do Brasil, segundo a CUFA.

Mães da comunidade de Heliópolis, uma das maiores da cidade de São Paulo, receberam hoje chips de celular da empresa Alô Social. Foram 2 mil chips distribuídos com internet grátis por 6 meses.  O projeto recebe apoio financeiro de diversas empresas e a coordenação fica a cargo da UNESCO, apoiadora do programa Mães da Favela.

A iniciativa de fomentar a conectividade partiu de uma necessidade trazida pelas mães atendidas pelo “Mães da Favela”, que, por sua vez, é uma das ações do projeto “CUFA Contra o Vírus”, lançado em abril pela CUFA para tentar amenizar os efeitos da crise econômica causada pelo novo coronavírus. A atenção às mães se faz necessária dada a enorme quantidade de mulheres que são chefes de lares e que perderam totalmente a renda por conta pandemia e não podem oferecer recursos para que seus filhos tenham acesso ao ensino remoto. esse é um dos motivos por que o projeto tem como prioridade promover acesso a conteúdos voltados a educação e também empreendedorismo.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade